Trabalhar na Praia – um sonho que cada vez se torna mais real e que pode ser seu também!

Como posso me organizar para realizar o sonho de trabalhar na praia? Você já se fez essa pergunta alguma vez na vida? Se fez, ótimo. Se ainda não fez, essa é uma boa oportunidade para tocar no assunto de forma leve e, obviamente, sincera!

Largar as grandes cidades, com seus rios sujos e a poluição do ar e ir trabalhar em uma cidade mais tranquila, como a praia, é um sonho que pode se tornar cada vez mais real. E claro que não apenas por conta dos rios sujos, né. Mas, especialmente pela liberdade que esse tipo de trabalho traz.

Dá para ver, de longo, que a internet permite que qualquer pessoa do mundo mude os rumos da sua profissão e da sua vida – na busca de um lugar que tenha melhor qualidade de vida para o seu dia a dia, tendo mais tempo para você e para os familiares próximos, por exemplo.

O trabalho online…

Se você trabalha no mundo digital, sendo programador, analista de SEO, designer, publicitário, jornalista, enfim, uma série de profissões, você consegue remanejar a sua vida e realizar os seus sonhos, especialmente esse, de trabalhar de qualquer lugar do planeta!

Para outras profissões, que são inteiramente digitais, há uma discussão aberta. Mas, o que se tem em mente em que em breve, elas também estarão abertas aos novos campos e aos novos modelos de negócios.

Bom, uma brisa vinda dor mar no fim de tarde, depois de um dia extenso e cansativo de trabalho, serve quase como uma recompensa para quem escolhe essa vida. É uma ambição que muitos perseguem e, alguns, só conseguem na aposentadoria.

Mas, espera aí, você não precisa esperar trabalhar por uma vida inteira para poder realizar o sonho de trabalhar na praia. Tá bom? Você precisa ter organização, planejamento, bons contatos, um computador e sinal de internet. O trabalho online, remoto, digital permite isso e você sabe!

Isso é questão de globalização.

O assunto está tão em alta que até foi discutido em um dos principais encontros de investidores e chefes de estado em todo o mundo.

De qualquer lugar do mundo!

No último Fórum de Davos, realizado na Suíça em janeiro deste ano, o economista alemão Klaus Martin Schwab, organizador do encontro, já disse que o avanço da tecnologia permite o emprego sem cruzar fronteiras.

O que isso quer dizer? Que as empresas pode buscar talentos em qualquer lugar do mundo para desenvolver os seus produtos e melhorar ainda mais o que oferece para os seus clientes. O mesmo pensamento é aquele que você, o prestador do serviço, pode ter.

Se a empresa está buscando alguém como você para trabalhar à distância… Então, por que você não adere logo à essa ideia? Ok. A empresa está localizada em São Paulo, mas isso não quer dizer que você precise viver lá para trabalhar em uma grande empresa, por exemplo.

Estamos falando de algo como “Você pode viver onde você quiser”.

Isso lembra até um papo meio “soberbo” que a gente vê por aí, quando as pessoas ficam analisando propostas para trocar de empresa: a indecisão entre se manter em São Paulo, onde é possível viver pouco e trabalhar muito ou ir trabalhar por conta própria em Florianópolis, prestando serviço para clientes em qualquer lugar do Brasil – e curtindo a praia, por exemplo.

Essas conversas são mais comuns do que você imagina. E se você também tem esse sonho, aprenda o que fazer para realiza-lo!

Será que tem oportunidades?

Sim, tem oportunidades!

Não queremos nos gabar das nossas redes de contatos, que costumam ser bastante interessantes, mas saiba que temos grupos no WhatsApp que em cada dia oferece novas oportunidades. Adivinha para quem? Para quem trabalha de casa mesmo.

O grupo é meio geral, mas dá para ter uma ideia das vagas abertas e oportunidades de trabalho remoto que surgem diariamente: “preciso de 10 textos sobre alimentação saudável”, “quem pode configurar meu WordPress para a nova versão”, “qual é o valor de uma fotografia sobre o evento de São Paulo”.

Então, só nesses exemplos dá para ver um campo imenso de atuações, né.

O Redator – O redator para criar os textos sobre alimentação saudável. E, na maior parte dos casos, a pessoa não exige uma formação acadêmica, como de jornalista ou de letras. Nada disso, eles querem resultados. A pessoa que entende de marketing digital e conhece o tema tem tudo para se dar bem nesse caso.

O Web Designer – Geralmente, é o web designer (que hoje recebe uma grande variação de nomes e apelidos) que trabalha com os sites e blogs. Quem sabe dessa parte de TI – Tecnologia da Informação – acaba sempre tendo bons Jobs para empresas e agências. Como “configurar o wordpress”.

O Fotógrafo – Essa é uma profissão das mais engraçadas e que devem ser observadas, né. Porque o fotografo, até então, não era um profissional online. Mas, tem se tornado. Com o grande número de imprensa e informação online, ele também ganhou sua fatia da pizza.

E o que a gente quer dizer com isso, no fim das contas? Que existem muitas profissões online e que existem muitas vagas online e que você só tem que encontrar o seu espaço também. Combinado?

Ah, no final do conteúdo vamos ter um tópico bem legal sobre o salário de quem trabalha online. Não deixe de ler para saber se esse mercado é para você ou não, tá bom?

Os nômades digitais

A pessoa que consegue realizar esse sonho de largar a cidade grande e ir trabalhar em um lugar com água salgada e sol, geralmente, faz isso utilizando o computador e uma conexão na internet.

Agora, quem leva isso a sério mesmo tem nome e sobrenome: – Nômade Digital.

Você não sabe o que são os nômades digitais? Não conhece? Então, vamos lá: Os nômades digitais são profissionais que viajam o mundo e continuam trabalhando, por conseguirem realizar suas atividades com poucos equipamentos e que não demandam de muito espaço para trabalhar.

Existe muita gente que pode ser um nômade digital hoje em dia!

Podem ser fotógrafos, jornalistas, publicitários, designers, programadores, especialistas em tecnologia da informação, produtores culturais, enfim, algumas profissões que já foram citadas lá encima – na introdução do texto.

E tudo o que precisa é de uma computador portátil e acesso a internet – no máximo um telefone celular. Se for um youtuber, vai precisar de uma boa câmera também, né. Mas, você entendeu: a ideia é a de que o escritório pode ser simples e bem econômico, desde que os resultados sejam ótimos e grandes!

Não precisa de muito, inclusive, para não atrapalhar nas mudanças de locais, seja hotéis, hostels, ou compartilhando casa com amigos e conhecidos.

Para onde ir?

Há sites com dicas sobre os melhores lugares no mundo que apresentem condições de trabalho para profissionais que optem trabalhar na internet. Em alguns cliques você encontra essas dicas.

Aqui no blog mesmo sempre falamos sobre o trabalho em Hong kong, por exemplo, que é um dos melhores lugares do mundo para… Trabalhar, viver, descansar e levar a vida como você sempre quis!

Outra boa fonte é o nomadlist.com, que apresenta diversas cidades ao redor do mundo e traz avaliações para quem tem o intuito de trabalhar nelas, que vão desde o custo e a qualidade de vida, até as informações sobre a internet nessas cidades.

Um verdadeiro dossiê para você que você possa decidir o seu destino e ter as melhores condições de trabalhar online. De preferência, em cidades com praia, se quiser.

“Como eu largo o meu emprego fixo e vou para praia”?

Bom, não é fácil largar tudo aquilo que você construiu no seu emprego tradicional, né. A gente sabe, aliás, só a gente sabe o esforço que foi feito para as conquistas que tivemos até aqui. O carro foi uma conquista, a casa também, o próprio computador e por aí vai.

Portanto, deixar tudo para traz e começar tudo do zero é, no mínimo, uma mudança.

O que quer dizer, obviamente, que você precisa se planejar e se sentir seguro para arriscar e confiar na sua disposição de inovar, de fazer diferente, de realizar o seu sonho – porque tudo não passa de uma questão de lutar pelo objetivo e conquista-lo.

Quando você quer acumular muito dinheiro, o que faz? Economiza. Junta o dinheiro. Evita gastos supérfluos. Investe onde rende mais. Não é verdade? Para trabalhar na praia você também vai precisar desse planejamento e desse esforço.

O planejamento em 3 passos!

Primeiro: você tem que ter mostrado potencial e capacidade para realizar o seu serviço à longa distância. O ideal é que você tenha um portfólio de trabalhos para que você possa mostrar para quem te procurar para realizar determinado serviço o que você é capaz de produzir.

Segundo: tenha contatos. É importante você ter muitos contatos de pessoas que possam precisar de seu trabalho.  Podem ser antigos clientes da empresa anterior em que você atuou – sempre deixando claro que você trocou de status.

E você também pode buscar novos clientes em redes sociais como o Linkedin ou mostrar o seu serviço na prática em redes sociais, como o Youtube ou em um site/blog particular.

Terceiro: sempre se mantenha capacitado. Estando empregado em um trabalho fixo, prestando serviços pela internet, ou seja, lá qual for sua atuação, é importante que você se mantenha atento com as novidades na área que você atua.

Então, sempre procure realizar cursos – presenciais ou online, claro -, participar de workshops, congressos, faça uma nova faculdade, etc. As possibilidades de se manter atualizado e capacitado são muitas. Escolha a melhor forma para você se aperfeiçoar e ser um profissional cada vez melhor.

– A organização pode ser a sua melhor resposta para hoje!

A partir do momento que você decide mudar de vida e ir trabalhar na praia, realizando o seu sonho, você tem que ter noção que uma coisa não pode mudar no seu comportamento como profissional: ORGANIZAÇÃO!

Isso mesmo, você precisa ser organizado, até para mostrar que você tem capacidade de receber os serviços e entrega-los na data combinada. Para isso, tenha uma rotina diária com horários que você vai dedicar ao serviço, a reuniões e para prospectar clientes.

Assim, você adquire confiança e credibilidade para continuar esse sonho de trabalhar na praia.

As ferramentas você tem, não tem? Os computadores portáteis e a cobertura da rede de internet está aí. Você precisa mostrar seu talento e sua capacidade – contando com a organização.

Assim, no fim do dia, ou mesmo entre uma hora ou outra durante o dia, você vai ter o tempinho de sentir a brisa do mar no rosto e dar um mergulho na água.

A última pergunta do texto: qual o salário do nômade digital?

O fato é que é muitíssimo difícil encontrar uma média salarial para o nômade digital ou para quem trabalha online, de forma geral. isso porque estamos falando de um novo tipo de emprego, algo nunca antes visto, né.

Então, você sabe: não tem carteira assinada, não tem benefícios trabalhistas. A maior parte recebe por prestação de serviço e, na verdade, essas pessoas são empreendedoras. Isto é, são donas do próprio negócio. O lado bom é que não há um salário fixo, o que quer dizer que ele pode ser escalável.

Um dinheiro escalável ou um projeto escalável é aquele que tende a crescer, entende?

Bom, apenas para resumir a ideia que queremos passar aí, vamos considerar, de novo aqueles grupos que temos no WhatssApp. É o seguinte: tem redator que cobra R$ 0,05 por palavra e tem outros que cobram R$ 100 por texto de 1 mil palavras. Então, existe uma grande variação.

Como toda profissão, o importante é entender que trabalhar online requer a sua experiência. Com o tempo, fica mais fácil entender o quanto se deve tirar para investir em seu projeto e o quanto é a sua renda e o quanto se deve cobrar também.

Tudo é uma questão de tempo.

Mas, sem dúvidas, o primeiro passo é entender que sim, dá para trabalhar da praia ou de onde você quiser!

Add Comment