Conheça 10 dicas para trabalhar em um coworking e evitar problemas

ANÚNCIO

Na última matéria que fizemos, nós explicamos como funciona o coworking. Afinal, esse é um tema que importa muito para quem empreende na internet. No entanto, não falamos especificamente sobre o que é ou como trabalhar em um coworking.

Essas pessoas são chamadas de coworkers. E dá para entender isso na tradução, de forma muito simples: coworking é um espaço de trabalho compartilhado. Logo, coworker é um colega de trabalho que atua no cowoking, obviamente.

ANÚNCIO

Agora, sem complicações, você sabe o que é preciso ter ou fazer para conseguir atuar nesses espaços compartilhados sem interferir no direito ou no espaço do próximo? A gente fez uma lista muito objetiva com 10 dicas muito atuais que valem para todos. Confira.

1 – BARULHO

A primeira regra é sobre o barulho. E por mais óbvia que parece, considere que isso é essencialmente importante para que tudo dê certo. Então, qual é a dica: “falar baixo, não ligar som no celular ou no notebook e evitar conversas paralelas que atrapalhem os outros”.

Mas, calma lá. Uma ideia é usar fones de ouvido e falar em som mais baixo. Outra coisa é sobre conversar descontraidamente, mas em locais específicos e sem atrapalhar os outros. Ok? Então, o lugar é bom para relacionamentos, mas com cautela, claro.

ANÚNCIO

2 – REUNIÕES

Geralmente, esses espaços compartilhados possuem sala de reuniões. Logo, você sabe para que elas servem, né. Então, por mais que o assunto seja urgente, espere o momento certo para se comunicar com outros e use essa sala para isso.

Ah, e não se esqueça de verificar a disponibilidade das salas porque todos os coworkers podem usá-la. Mas, essa organização é importante para não confrontar os dias e horários. Aliás, saiba usar o tempo certo reservado. Não se deve reservar mais do que 1 período.

3 – ORGANIZAÇÃO

A próxima das dicas para trabalhar em um coworking de forma justa é você pensar na organização que se deve ter nesses espaços.

Por mais que as mesas podem ser compartilhadas, saiba que não é boa ideia empilhar livros, documentos ou materiais. Além do que, a limpeza é fundamental e cabe em qualquer lugar.

Por exemplo, na cozinha, ao utilizar objetos em comum não se esqueça de limpar e guardar. Detalhe: caso o café ou papel higiênico acabem, você mesmo deve fazer a reposição ou, pelo menos, avisar o responsável por isso – para que o próximo a usar não fique sem.

4 – TOMADAS

Também parece óbvio, mas nunca é demais avisar: não monopolize as tomadas. Como estamos falando de trabalhar em espaços compartilhados, a gente sabe que muita gente usa muita tomada, seja para carregar computador, celular, máquinas, impressoras, etc.

Mas, você deve considerar que todo mundo precisa carregar tais aparelhos várias vezes ao dia. Sem contar naqueles que ficam ligados na tomada o tempo todo, como cafeteiras. Então, use o bom senso para o ambiente não fique pesado demais, literalmente.

5 – HORÁRIOS

Isso vai mudar de espaço para espaço. No entanto, de modo geral, saiba que eles podem ter horários específicos para funcionar, como se fosse uma sala comercial. A regra, nesse caso, é você se organizar para cumprir tais horários.

Aqui ainda vale uma dica: ao realizar um evento em coworking você tem que saber as regras, inclusive, dos horários de funcionamento.

6 – REGRAS

E já que falamos das regras acima, considere que caso houver qualquer problema com algum usuário do coworking, o coworker, você deve comunicar o responsável pelo espaço. A partir disso, ele poderá tomar devidas providências.

7 – RELACIONAMENTOS

Chegando ao fim, temos uma 7ª dica sobre trabalhar em um coworking, que é saber sobre usar os benefícios desse espaço. Por exemplo, o relacionamento com os outros usuários.

Nesse caso, use o espaço para trocar experiências e conhecer novas pessoas. Talvez você não tenha percebido, mas considere que alguns negócios são fechados a partir de uma simples conversa com uma pessoa que está do seu lado.

8 – MATERIAL

Acima, falamos das tomadas. E das impressoras. No entanto, não citamos especificamente o uso de materiais. Saiba que os coworkers devem ter o seu próprio material de trabalho – ainda que os espaços possam ter equipamentos compartilhados.

Por exemplo, há lugares que têm impressoras compartilhadas. No entanto, você tem que pagar pela impressão. E outros objetos, como computadores e fones, são particulares. Portanto, nada de ficar pedindo emprestado todas as vezes, ok? Isso é bem chato.

9 – LUGAR

Tem lugar fixo? Essa é uma pergunta comum porque os espaços compartilhados costumam ter mesas com várias “estações”, onde torna possível uma pessoa se posicionar para trabalhar. Mas, como em uma sala de aula, será que dá para sempre ficar no mesmo lugar?

A verdade é que geralmente isso acontece sim. Porque as pessoas usam um mesmo gaveteiro, por exemplo. Em outros casos, como os coworkers são diaristas ou semanais, então, pode ser que há espaços que tenham variações. Mas, se você é mensal, pode ter o seu próprio lugar.

10 – TRABALHO

Por fim, a dica de ouro que pouca gente considera. Apesar de ser um lugar super flexível, saiba que você deve respeitar o trabalho do próximo. Inclusive, ele pode não querer conversar naquela hora.

O respeito é muito importante sempre, inclusive, em salas compartilhadas, onde já se imagina que haverá um grande número de pessoas trabalhando ao mesmo tempo.

Como funciona o coworking

trabalhar em um coworking

Como mencionamos no início do texto, nós já fizemos um conteúdo para explicar como funciona o coworking. Porém, pode ser que você ainda não tenha lido. Se esse é o seu caso, considere que você pode fazer isso agora mesmo: saiba como funciona o coworking e como ele pode ser ótimo para autônomos digitais.

ANÚNCIO