Por que o conteúdo está no centro das jornadas do cliente moderno

ANÚNCIO

Em um mundo Covid-19, o conteúdo e as jornadas do cliente são mais importantes do que nunca.

Enquanto tantas empresas estão encontrando maneiras de dinamizar suas ofertas, serviços e até modelos de negócios para se adaptar à forma como os consumidores são atualmente limitados, aqueles que estão se tornando mais inovadores em seu conteúdo e a maneira que eles envolvem os clientes ao longo da jornada do cliente são os que estão ainda sobrevivendo – e até mesmo prosperando – durante esses tempos turbulentos.

ANÚNCIO

Sabemos que o conteúdo é rei, mas por que ele é tão importante para uma jornada moderna do cliente? Vamos dar uma olhada.

Por que o conteúdo está no centro das jornadas do cliente moderno
Fonte:(reprodução/internet)

Eventos e reuniões presenciais não acontecem mais

Quando pensamos em um processo básico de vendas e marketing em empresas de alto contato, muitas das considerações finais e atividades do estágio de decisão são feitas de pessoa para pessoa entre vendas e um cliente potencial. Isso pode significar que apresentações, demonstrações de produtos e negociações de contratos são presenciais, no local.

Mas com alguns mercados eliminando completamente as possibilidades de reuniões presenciais, e outros aconselhando fortemente contra isso, precisamos encontrar maneiras de nos adaptarmos rapidamente para ser 100% online e virtual, mantendo o mesmo nível de serviço de alta qualidade que torna clientes em potencial de compra.

ANÚNCIO

Mesmo em setores voltados para o consumidor, muitos dos estágios de conscientização e consideração da jornada do cliente acontecem online, embora a última etapa da tomada de decisão possa acontecer na loja ou com a ajuda de um vendedor ou gerente de conta.

Como Gary Specter, Vice-Presidente de Negócios Comerciais Globais da Adobe, mencionou em seu discurso de abertura, “novos clientes vieram online e a fidelidade aumentou – mostrando a importância dos relacionamentos sobre as transações”.

Empresas de todos os tipos tiveram que encontrar maneiras novas e criativas de continuar a envolver os clientes à medida que chegam ao ponto em que estão prontos para tomar uma decisão, mas as vendas não estão fisicamente lá para convencer e converter. É aqui que novas formas de conteúdo ocupam o centro do palco.

Sem as atividades de “alto contato” das vendas de alto contato, tivemos que ser criativos. Demonstrações de produtos agora estão sendo apresentadas por meio de tutoriais em vídeo criados por equipes de marketing e/ou produtos, e as apresentações de vendas são feitas por meio de webcasts e videoconferência.

Páginas de destino e até micro-sites estão sendo implantados para que aconteça mais descoberta de informações de autoatendimento e educação para que os clientes em potencial possam tomar decisões informadas sem a necessidade da ajuda de um vendedor.

Tudo isso se resume à construção de estratégias de conteúdo mais robustas que levam em consideração que cada parte da jornada do cliente agora está acontecendo digitalmente. Quando criamos ativos digitais que substituem métodos de vendas antigos, criamos oportunidades mais escalonáveis ​​para engajar clientes em potencial e clientes de novas maneiras.

Veja também: O que é curadoria de conteúdo nas mídias sociais

O conteúdo é a melhor maneira de ser útil, relevante, informativo e oportuno

No final das contas, o conteúdo é a melhor maneira de transmitir ao seu público como seus negócios e seus produtos ou serviços são excelentes. Mas a maior vantagem do conteúdo e das ferramentas de marketing como o Marketo Engage é que o conteúdo certo pode ser entregue ao público certo no momento certo.

Agora, o ritmo de entrega de conteúdo está em alta e o assunto desse conteúdo está mudando. Como diz Gary Specter, as empresas que estão alcançando o sucesso agora conseguiram por haver bastante comunicação entre eles.

Na apresentação do diretor sênior da Adobe, Chris Parkin, “Redefinindo o futuro com a transformação digital”, ele enfatizou que as comunicações que são ágeis não são negociáveis ​​para as empresas em um futuro próximo.

Seu conselho: “Crie comunicações proativas, personalizadas e oportunas alinhadas ao conteúdo do cliente e do funcionário (segmento, necessidade, localização)”, dando o exemplo de como a Adobe se tornou mais útil em suas estratégias de engajamento, dizendo que:

“Dinamizou rapidamente as mensagens de clientes de produtos para formas autênticas que a Adobe poderia ajudar a acelerar a transformação digital e ajudar nossos clientes a serem mais resilientes e preparados para emergências”.

Sem alterar a entrega de conteúdo, as empresas que entregam produtos ao em vez de soluções elas provavelmente podem hesitar em parecer sensíveis, importante ou até úteis o suficiente para os compradores.

Em tempos de crise ou incerteza, as empresas que mostrarem como podem ajudar e apoiar seus clientes a navegar e se adaptarem juntas serão as que terão sucesso. O conteúdo é a melhor maneira de mostrar e dizer ao público, em cada estágio da jornada do cliente, como você planeja fazer isso.

A importância do conteúdo não é nova, mas os tipos de conteúdo que implantamos e como o estamos utilizando ao longo da jornada do cliente estão mudando para sempre.

Se adaptar ao modo como os clientes agora desejam e precisam se engajar se resume à criação de novas formas de conteúdo que mostram como podemos ajudá-los a ter sucesso a longo prazo.

 

Traduzido e adaptado por equipe Nomadan

Fonte Marketo Blog

ANÚNCIO