Saiba como pedir empréstimo barato: governou baixou a Selic abaixo dos 4%

PROPAGANDA

Desde quando o novo governo assumiu o país, entre desavenças e elogios, uma coisa tem acontecido com frequência: a queda na taxa Selic. Para quem está pensando em pedir empréstimo barato, isso é bom porque as taxas de juros também caem.

Para quem não entende muito dessa sigla, a gente vai explicar de um jeito bem fácil. E também vamos dizer qual é a relação dela com o empréstimo pessoal, empresarial, consignado e qualquer outro que é oferecido pelo mercado.

O próprio Sebrae, que apoia as pequenas, médias e microempresas já comentou, várias vezes, sobre essa queda da Selic. “A queda na Selic faz com que os bancos e financeiras diminuam suas taxas de juros, tornando o empréstimo mais acessível”.

Entendendo a Selic

A taxa básica de juros da Economia é a Selic. Assim, essa taxa interfere na inflação. Logo, no preço de tudo o que compramos. Até mesmo nos empréstimos, nas dívidas, nos financiamentos, entre tantas outras coisas.

Se a taxa de juros baixa, a tendência é que todo produto financeiro baixe também. Isso porque a Selic influencia todas as outras taxas do mercado.

PROPAGANDA

Curiosamente, saiba que quando o governo mexe (diminui ou aumenta) é porque tem a intenção de controlar a inflação. O resultado é que se a inflação está controlada, os juros são reduzidos. E isso sim é o que vai interferir na vida de muita gente e empresários.

A renegociação de dívidas

Antes ainda de falarmos sobre como pedir um empréstimo barato se aproveitando da Selic baixa, considere que o momento também é propício para quem tem uma dívida antiga. A ideia é pedir uma renegociação, mesmo que ela esteja atrasada.

Sendo assim, o passo a passo é muito simples: vá até o seu banco ou credor e busque a renegociação. É bem provável que você consiga taxas melhores. Se não conseguir, pense em fazer uma portabilidade para outro banco, que ofereça uma taxa melhor.

No caso de quem já tem dívida em atraso, considere que o banco, na maioria das vezes, vai preferir receber um valor com menos lucro do que não receber. Por isso, essa negociação é tão importante e possível de ser feita.

E como pedir empréstimo barato

Agora sim chegamos ao ponto central deste conteúdo. Como é que a gente fez para pedir o crédito mais barato, já que a Selic baixou também? Atualmente, você deve saber que existem várias instituições financeiras que oferecem crédito.

E ele pode ser para empresas, para pessoas físicas ou para outros fins. O importante é você saber que tem como solicitar empréstimo online também. E isso tende a ser mais barato do ponto de vista dos juros. Só que essa dica não é para falar de bancos e nem financeira.

A gente criou o conteúdo para mostrar que você pode comparar os vários produtos financeiros que são oferecidos pelo mercado. E quem faz isso é uma empresa muito conhecida e muito confiável, o Serasa.

Veja como simular o empréstimo online para autônomos

Através de uma simulação online de empréstimo barato, você pode ver qual é a instituição financeira parceira do Serasa que está oferecendo a melhor opção de crédito para você. E isso inclui aquela que tem a melhor taxa de juros.

O crédito barato no Serasa

Na página do Serasa eCred, você poderá simular o seu empréstimo. Para isso, só vai precisar informar de quanto você precisa (valores que vão de R$ 150 a R$ 30 mil) e o prazo de tempo que vai querer quitar o débito (que é de 6 meses até 48 meses).

Logo, a plataforma já informa algumas condições para você. Por exemplo, um empréstimo de R$ 150 pode ser pago em 6 vezes de R$ 40,69. Assim como um empréstimo de R$ 15 mil pode ser quitado em 24 parcelas de R$ 969,74.

Sobre as taxas de juros, considere que no Serasa elas partem de 1,99% ao mês. Mas, a empresa afirma que isso vai depender de uma análise de crédito que é feita. Logo, a variação da taxa de juros nesse empréstimo fica entre 26,76% até 605,85% ao ano.

Saiba como pedir empréstimo barato: governou baixou a Selic abaixo dos 4%

O mais legal de pedir empréstimo barato nessa página é que o Serasa auxilia o empresário ou a pessoa que quer pedir o empréstimo barato em todas as etapas. Inclusive, na hora de enviar a documentação para a análise, que pode ser feita online, com o RG, CPF, comprovante de renda e de endereço.

Veja quais documentos para fazer um empréstimo online você deve apresentar

Aprovação?

E, por último, a Serasa informa que: “o envio dos documentos não garante a sua aprovação. Isso porque cada empresa tem as próprias políticas para liberar ou não uma solicitação de crédito pessoal. Se o pedido for negado, você poderá fazer uma nova simulação online”.

Saiba como conseguir empréstimo para empresas nesse guia financeiro

Bônus – 3 formas de usar o crédito mais barato

Atualmente, as pessoas têm usado os empréstimos de longo prazo para reformar ou comprar imóveis, a famosa casa própria. Sendo assim, o que se pode notar é que esse talvez seja o momento ideal para pedir empréstimo barato, com a Selic em queda.

Outro motivo para pedir empréstimo barato é pensando em empreendedores. Isso porque esse empréstimo pode permitir tirar o sonho do papel ou ter um capital de giro maior ou ainda sustentar os planos de expansão da marca.

Uma última dica é sobre usar o dinheiro para fazer investimentos pessoais, como uma viagem de lua de mel ou um intercâmbio no exterior. Essa experiência pode ser vista até mesmo como investimento, no caso do estudo, porque pode proporcionar melhores vagas de trabalho.

PROPAGANDA