Aprenda os 5 passos para criar uma marca pessoal no Instagram

Você já deve ter notado que atualmente não é preciso ter uma empresa para conseguir ganhar dinheiro nas redes sociais, não é? A verdade é que a imagem pessoal se tornou interessante para a divulgação de produtos e serviços. Por isso, esses passos para criar uma marca pessoal no Instagram podem fazer sentido para você.

Por exemplo, vamos considerar aqui alguém que tenha uma bonita história de superação no empreendedorismo digital. Mesmo que ela tenha uma marca a zelar, a imagem dessa pessoa tem uma importância muito grande por trás da marca. Afinal, o público quer ver além do produto, ele quer o conceito humano.

Sendo assim, mesmo que você ainda não tenha um projeto tão inovador ou uma marca tão famosa, considere que dá para ir dando os primeiros passos nessa trajetória de ter uma imagem pessoal de respeito, de credibilidade, de confiança na internet. Especialmente, no Instagram.

Mas, como fazer isso? Separamos os 5 primeiros passos para começar!

Os 5 passos para criar uma marca pessoal no Instagram

Desse modo, considere que acima demos alguns exemplos. Mas, você também pode pensar nessa construção considerando um perfil pessoal de alguém que busca uma recolocação no mercado ou que queira melhorar de nível na empresa. Assim, a ideia não fica apenas no empreendedorismo, ok?

Aliás, se a gente pudesse criar aqui um tópico apenas falando dos motivos para pensar seriamente nessa criação de uma marca pessoal, com certeza, a gente incluiria alguns itens. Por exemplo: oportunidades, contatos, clientes, reconhecimento, influência. Bora lá criar essa imagem que passe confiança!

1 – O público-alvo

Sim, pensar no público-alvo é importante, mesmo que você ache que não tenha um público-alvo ainda. Considere que você terá que fazer um estudo sobre o seu objetivo com essa marca. Sei lá, talvez possa ser a de ser um influenciador digital na área da saúde, quem sabe. Etc.

Para quem procura empregos, uma boa ideia é focar em possíveis empregadores. Então, assim, fica mais fácil tomar atitudes assertivas na construção da marca pessoal. Aliás, mesmo estudando o público, lembre-se que você tem que ser você mesmo, hein.

2 – A comunicação

O próximo dos passos para criar uma marca pessoal no Instagram é considerar a comunicação com as pessoas, com os contatos, com os seguidores, com o público. Então, a gente tem que considerar que estamos falando do Instagram, que permite além da linguagem escrita.

Assim sendo, também é preciso pensar em linguagens orais (verbais) e visuais. Inclusive, vídeos e imagens são o grande forte do Instagram. Ainda que você possa criar aqueles textos longos e arrebatadores que fazem o maior sucesso.

O que você precisa se atentar é para o fato de que estamos falando sobre vídeos rápidos ou lives. No entanto, esses são pontos diferentes de uma videochamada, que é para reuniões, por exemplo. Assim, a comunicação em vídeo serve para outros fins no Instagram, está bem?

3 – A presença

O 3º ponto é justamente marcar presença. Ou seja, não adianta você estar ali se ficar apenas “escondido” vendo o que as outras pessoas postam e dizem. Agora, como você vai marcar presença é que pode fazer toda a diferença para você.

Pense em compartilhar artigos, fazer postagens dos blogs e mais um monte de coisa. O que importa de verdade é que cada ação seja bem pensada e até mesmo planejada. Portanto, nada de sair por aí divulgando tudo o que você encontra na internet, ok?

Ah, e considere que a hashtag é uma tendência que pode ser “apreciada” também.

4 – O networking

Você já ouviu falar de networking, certo? Nada mais é do que a rede de contatos, geralmente, profissional, que a gente tem que considerar no ambiente online. Mas, quais os passos para criar uma marca pessoal no Instagram pensando nesse networking?

Uma boa ideia é começar por seguir pessoas profissionais da sua área. Afinal, esse é um jeito de começar a “trocar ideia” com esse público. Dá para pensar ainda em pessoas que ficam próximas a você, como na mesma cidade. Isso pode gerar oportunidades.

5 – A autoridade

O último dos passos que trouxemos aqui tem a ver com a criação de uma autoridade. Como assim? Tudo o que falamos acima é verdadeiro. Porém, de nada adianta se você não souber como se comportar na rede. Nesse caso, o marketing de conteúdo se faz imprescindível.

Isso nada mais é do que criar conteúdo relevante para quem segue você. Um bom começo poderia ser o de evitar erros que podem afundar a sua imagem. Porém, mais do que isso, você deve pensar em falar de coisas importantes de forma que todo mundo entenda.

Bônus – mantenha sempre o cuidado com a imagem

passos para criar uma marca pessoal no Instagram

E para fechar o texto, temos essa espécie de dica extra. Aqui, a ideia é que você leve em conta a importância de cuidar e nutrir essa marca pessoal. Afinal, não adianta você fazer tudo o que foi dito acima por alguns dias apenas. É preciso constância e regularidade.

O gerenciamento da imagem envolve, por exemplo, as peculiaridades de cada rede social. A gente está falando aqui sobre o Instagram, certo? No entanto, você também pode trabalhar em conjunto com outras plataformas, como é o caso do Facebook e LinkedIn.

Assim, enquanto um é mais “íntimo”, o outro tem uma linguagem muito mais formal. Do mesmo modo, o Instagram serve para assuntos corriqueiros, imagens, opiniões. Sem falar que tem o grande diferencial das imagens, fotos, gráficos, vídeos.

De todo modo, o que você deve manter em todos os casos é a sua autenticidade.