Parcelas do auxílio emergencial: confira as datas de pagamento

ANÚNCIO

Em tempos de pandemia, a rotina financeira de muitas pessoas foi alterada, seja por causa da suspensão do contrato de trabalho ou por causa da demissão. Os trabalhadores informais, em especial, sofrem ainda mais pois não podem sair, dado o isolamento e distanciamento social como estratégia adotada para desacelerar o avanço da doença

Cientes dessa situação, o Governo Federal vem lançando uma série de medidas econômicas para diminuir esses impactos na vida das famílias. Uma dessas medidas é o auxílio emergencial, que prevê o pagamento de três parcelas de R$ 600,00 para as famílias que se enquadrarem dentro dos requisitos.

Entretanto, muitos contratempos foram observados nesses processos, desde a negação do auxílio para pessoas que se enquadravam nos requisitos até o atraso no pagamento desse benefício financeiro. Nesse artigo, veremos as datas de pagamento atualizadas e confirmadas pelo Ministério da Cidadania.

parcelas do auxílio emergencial
Foto: (reprodução/internet)

Calendário de pagamentos do auxílio

Logo no início, havia a previsão de a primeira e a segunda parcela fossem pagas logo em abril, entretanto, apenas a primeira parcela foi liberada. Por causa disso, houve um atraso no pagamento dos demais lotes, não seguindo as datas que a princípio foram previstas. Por causa disso, foi necessário elaborar um novo calendário.

A segunda parcela começou a ser paga a partir de 18 de maio, para aqueles que já tinham pego a primeira parcela até dia 30 de abril. É importante ressaltar que esse novo pagamento foi dividido de acordo com três grupos, para evitar aglomerações. Além disso, o valor só estará disponível para saques e transferências a partir de 30 de maio de 2020.

ANÚNCIO

1° Grupo – Beneficiários do Bolsa Família

Quem já recebe o Bolsa Família, outro programa de assistência social do Governo Federal, terá o pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial liberado a partir de 18 de maio, de acordo com o número final do NIS, como já é comum acontecer no programa.

  • 18 de maio – NIS 1
  • 19 de maio – NIS 2
  • 20 de maio – NIS 3
  • 21 de maio – NIS 4
  • 22 de maio – NIS 5
  • 25 de maio – NIS 6
  • 26 de maio – NIS 7
  • 27 de maio – NIS 8
  • 28 de maio – NIS 9
  • 29 de maio – NIS 0

2º Grupo – Demais beneficiários, para uso digital

Os outros beneficiários que têm direito a receber o auxílio emergencial são aqueles que se cadastraram e tiveram sua solicitação aceita, visto que são maiores de 18 anos, estão desempregados, são Microempreendedor Individual (MEI) ou trabalhador informal, além da renda familiar total mensal ser de até três salários mínimos.

O uso digital compreende o pagamento de contas e boletos e uso de débito, com Poupança Digital na Caixa.

  • 20 de maio – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 21 de maio – nascidos em março e abril
  • 22 de maio – nascidos em maio e junho
  • 23 de maio – nascidos em julho e agosto
  • 25 de maio – nascidos em setembro e outubro
  • 26 de maio – nascidos em novembro e dezembro

3º Grupo – Demais beneficiários, para saques e transferência

Os outros beneficiários desse grupo são os mesmos do 2º grupo, com a diferença de, nessa modalidade, ser possível fazer o saque e transferência do valor. Essa estratégia foi tomada para evitar a aglomeração nas agências da Caixa Econômica Federal, banco responsável por fazer a administração e distribuição do auxílio junto com o Governo.

  • 30 de maio – nascidos em janeiro
  • 1 de junho – nascidos em fevereiro
  • 2 de junho – nascidos em março
  • 3 de junho – nascidos em abril
  • 4 de junho – nascidos em maio
  • 5 de junho – nascidos em junho
  • 6 de junho – nascidos em julho
  • 8 de junho – nascidos em agosto
  • 9 de junho – nascidos em setembro
  • 10 de junho – nascidos em outubro
  • 12 de junho – nascidos em novembro
  • 13 de junho – nascidos em dezembro

Conclusão

Fique atento às datas que aqui foram apresentadas. Caso ocorra de o pagamento não cair devidamente em sua conta, procure uma agência da Caixa para maiores esclarecimentos. Aliás, lembre-se que é melhor sempre optar pelos canais de comunicação virtuais, como e-mail ou pelo SAC. Para isso, o número disponibilizado é o 0800 726 0101.

ANÚNCIO