O que impede que as mulheres tenham uma carreira? Descubra

ANÚNCIO

O conteúdo de hoje é bem complexo e polêmico. Obviamente, a gente não vai falar apenas do feminismo ou dos comportamentos das mulheres no mercado de trabalho. Mas, a pergunta é inquietante: o que impede que as mulheres tenham uma carreira? Fomos atrás da resposta.

Nos últimos dias, esse tema se tornou polêmico e a partir daí novos artigos foram sendo criados a cada semana. É uma questão que fala sobre gênero e, no mínimo, traz uma ótima reflexão para os dias atuais – ainda mais considerando a nossa realidade frente à história.

ANÚNCIO

Aliás, temos até um comentário para fazer antes que você continue a leitura. No fim das contas, até pode ser que algumas coisas mencionadas não se apliquem à sua vida cotidiana. Porém, tenha a certeza que é a realidade de muitas mulheres o país e no mundo todo.

As referências

Também é importante que a gente considere, antes de continuarmos, sobre as referências que foram usadas para a construção do conteúdo. Primeiro, temos a especialista em comportamento no trabalho, Daniela Lago.

Além de dar aulas na área de liderança, ela também é mestra em administração. Além dela, também buscamos dados e informações no livro “Faça acontecer – mulheres, trabalho e a vontade de liderar”, da autora Sheryl Sandberg.

ANÚNCIO

Por fim, várias partes do conteúdo foram inspiradas na revista Gestão & Negócios, na edição 130, onde algumas matérias abordam o tema das mulheres no mercado de trabalho.

As mulheres no mercado de trabalho

A primeira coisa é considerar que o livro narra sobre decisões importantes que as mulheres devem tomar durante as suas trajetórias profissionais. Mas, o que impressiona, no comentário da autora, é:

“Uma das decisões mais importantes para a trajetória profissional de uma mulher é escolher um bom cônjuge”. É a partir daí que a gente começa a falar sobre o que impede que as mulheres tenham uma carreira. Para a autora, são os homens – mais do que os filhos.

Até mesmo porque a gente não pode negar que a ascensão das mulheres no mercado de trabalho, em altos cargos de liderança, ainda é rara – mesmo que tenha crescido em números. O resultado é que crescer na carreira será impossível se a mulher não tiver apoio do marido.

Por que?

Ao menos, isso é o que concordam as fontes que as quais tivemos acesso e foram citadas acima. Por isso, conforme o nível hierárquico é maior na empresa, também será maior a responsabilidade e exigência nos resultados.

Sendo assim, toda essa subida de cargo requer dedicação e foco no trabalho. E aí é que entram as explicações das autoras e especialistas: homens e mulheres costumam entrar nas empresas na mesma proporção, porém mulheres devem abrir mão de algumas coisas.

Para o homem, assim sendo, é comum e até mesmo tradicional ganhar prioridade. Porém, para a mulher significa algo como “deixar de ser uma boa esposa”.

O que os estudos dizem

E você pode até não acreditar no que impede que as mulheres tenham uma carreira e até mesmo achar que nada impede. Mas, por enquanto essa é uma realidade. E que está demonstrada em um estudo de Harvard: “Vida e Liderança”.

Conforme o texto, existem diferenças nas aspirações de homens e mulheres treinados para assumir posições de liderança. Vamos à alguns resultados:

  • 75% dos homens esperam que esposas assumam o cuidado com os filhos
  • 50% das mulheres acreditam que esse será seu destino
  • 70% deles consideram que suas carreiras têm prioridade sobre a de suas esposas
  • E quase 40% delas pensam o mesmo.

Após esses números é como se a gente falasse que “contra fatos não há argumentos”, né? Sendo assim, se for para procurar um culpado, Lago diz que seria a própria sociedade.

“As mulheres se sentem pressionadas não só por seus cônjuges, mas também pelas instituições e empresas. A pressão a que me refiro é que se pressupõe que elas se encarregarão mais dos filhos, das obrigações do lar e abrirão mão da carreira”.

Consideração!

O estudo citado acima foi feito nos Estados Unidos. E, aqui no Brasil, ainda não há uma pesquisa desse calibre ou com temas próximos disso. O que não muda é que ainda há resistências sociais difíceis de derrubar – tanto em solo americano como aqui.

Os tabus

Com foco nas corporações, que também pressionam as mulheres nessa encruzilhada que diz que é preciso “abandonar” a família para seguir na carreira, o fato é que existe um tabu para homens falarem a respeito – tanto é que eles não gostam de falar disso, na maioria das vezes.

A especialista em administração garante que a alta direção se diz aberta e apoiadora das mulheres na liderança. No entanto “elas ocupam menos de 20% dos cargos de responsabilidade nas 500 empresas mais importantes do mundo”.

o que impede que as mulheres tenham uma carreira

Lago diz isso ao afirmar que a participação no mercado de trabalho está estancada nos 50% há mais de 20 anos pelas mulheres.

Assim sendo, isso também explica porque a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres tem sido muito discutido na Organização das Nações Unidas (ONU). “De fato, não existe motivo para que as mulheres abram mão de suas carreiras em detrimento da família”.

Os bons ventos

E para fechar esse conteúdo sobre o que impede que as mulheres tenham uma carreira, saiba que há boas notícias. Por exemplo, existem muitas mulheres que fizeram isso dar certo – e deixaram de lado os tabus!

“Com absoluta certeza as mulheres podem conciliar o sucesso profissional com a convivência familiar. Muitas delas trabalham fora, são bem-sucedidas e conseguem ter tempo de qualidade com os filhos. Qual é o segredo? Parceria com cônjuge”, finaliza a especialista.

ANÚNCIO