Como nutrir os leads usando o e-mail marketing? Guia para Iniciantes!

Seja pelo nome de funil de vendas ou inbound marketing, você sabe que tem uma fase que é chamada de nutrição de leads, certo? Ela fica bem após a atração e a conversão, ficando antes da decisão de compra do público.

Bom, um dos meios mais usados para nutrir leads é através do uso de ferramentas de e-mail marketing e isso tem uma explicação muitos simples: justamente porque gera resultados!

Hoje em dia, e como é há muito tempo, o e-mail marketing é uma ferramenta que todo mundo tem a disposição para criar um fluxo de relacionamento entre empresa e cliente. Mas, nem todo mundo sabe exatamente como usar a ferramenta para esse fim!

Na metade do conteúdo para baixo, vamos falar exatamente como é possível construir um relacionamento com o público e nutrir esse público usando o e-mail marketing. Mas, antes disso, vamos entender porque essa é uma boa ideia!

Por que o e-mail marketing?

O e-mail marketing sempre foi uma incrível ferramenta, mesmo que tenha ficado de lado por algum momento. Tradicional e inovadora ao mesmo tempo, ela permite que as empresas se comuniquem com seu público.

PROPAGANDA

E pesquisas comprovam: 77% das empresas usam o e-mail marketing e 57% desse todo afirma que faz isso para nutrir leads, isto é, se relacionar com os clientes.

Agora, por que as empresas fazem isso? Mais de 98% de todo público presente na internet tem uma conta de e-mail e faz o acesso à conta diariamente.

Se todo mundo usa o e-mail, então, por que a sua empresa não apostaria nessa ferramenta? Ah, e tem mais: de todo mundo que acessa o e-mail de forma constante, 77% afirma que gosta de ler as newsletter!

Provavelmente, não tenha ficado dúvidas do por quê da escolha do e-mail marketing como forma de nutrir leads, correto? Então, vamos ao que interessa neste conteúdo!

O relacionamento com o cliente usando o e-mail marketing

Será que existem regras para se criar uma constante no relacionamento com o seu público usando essa ferramenta que está sendo tão falada neste conteúdo? No marketing digital nunca há regras, mas sim ideias que podem ser usadas de forma inteligente.

E, pensando justamente nessas ideias inteligentes, separamos alguns tópicos.

Mais sobre o assunto: Descubra como manter um negócio 100% digital com marketing de vendas

O mailing list!

O mailing list é a sua lista de contatos que você tem no e-mail.

Se você não tem vai ter que ter. Ah, e conseguir essa lista de forma orgânica é sempre melhor do que comprá-la porque vai permitir a você segmentar essa lista, o que acaba sendo muito importante.

Então, você pode usar formulários para isso ou oferecer alguma recompensa, como os e-books gratuitos para baixar. Criando o seu mailing você estará com o queijo na mão para nutrir os leads com o e-mail marketing.

A categorização!

Outra boa dica é sobre categorizar o seu mailing. Isso acaba sendo até mais importantes do que ter uma lista mega extensa e sem categorias. Leve em conta como a pessoa se inscreveu e se ela já comprou algo, por exemplo.

Por que categorizar? Justamente porque assim será mais simples de nutrir o seu lead de forma assertiva. Afinal, o seu e-mail tem que ser para nutrir o relacionamento e não o contrário, certo?

O mais importante de tudo é que você tenha informações com valor agregado para o público. Logo, se você sabe que a pessoa comprou um CD do Fred Mercury na sua loja é porque ela gosta de rock, por exemplo.

Assim, você que em um futuro e-mail vai poder dizer algo sobre o rock ou anunciar propagandas sobre isso. Lembre-se que você está nutrindo o seu cliente.

A sequência!

Agora vem a sequência porque você precisa ter um planejamento muito bem pensado sobre o que vai mandar primeiro e o que vai mandar depois. Entende?

Não adianta em um primeiro e-mail você falar que a sua empresa é foda ou que o seu produto é revolucionário. Calma, jovem. Tem que ter uma sequência inteligente para os envios para os seus leads serem nutridos adequadamente.

Então, um bom plano de sequência é fundamental.

Pense em algo como: boas vindas, assuntos relacionados aos problemas, a busca por soluções, a indicação de produtos que auxiliam na solução, o produto para ser vendido, etc.

Entende que há uma ordem nisso tudo, né? Então, seja inteligente na hora de criar a sua sequência e e-mail marketing!

Leia Também: Negócio Digital Lucrativo de Geração de Lead?

O próximo passo!

Esse tópico é praticamente uma continuação do anterior.

O ideal é que você sempre saiba qual é o próximo passo que vai dar. Por exemplo, se há uma sequência de e-mails, pense em ter o cronograma disso tudo.

Quando você sabe qual é a etapa seguinte, você tem a chance de criar uma expectativa no seu lead. E aí sim, estamos falando em um bom relacionamento. Só que não se esqueça que você tem um nome a zelar: cumpra o que prometeu.

O formato!

Mais uma dica inteligente para quem vai usar o e-mail marketing para nutrir leads é justamente saber como usar esses e-mails, como escrevê-los, como enviá-los, qual o formato.

Um e-mail de boas vindas vai ser diferente de um e-mail de venda de um produto. Você pode usar frases explicativas de especialistas, você pode usar infográficos, imagens, vídeos.

Apenas para você entender a importância do formato do e-mail, considere que muitas empresas tem usado um formato muito pessoal para se aproximar do cliente quando ele “desiste da compra”. Isso pode fazer ele mudar de opinião outra vez, sabia?

E se isso não der certo, ao menos, você pode tentar entender o que fez ele desistir da sua compra!

Ah e já que tocamos no assunto, vale a pena falar no fato de que além do formato você também deve se preocupar com a comunicação usada. Como em todo conteúdo, tente ser o mais pessoal possível, ainda mais em um e-mail.

A objetividade!

Mais um ponto a ser visto é a objetividade. Um envio de e-mail não é um e-book, tá bom? Então, se o seu conteúdo for muito extenso, tente pensar em alternativas, como disponibilizar materiais complementares, com links para outras páginas.

A ideia do e-mail é ser objetivo e, portanto, resuma tudo o que puder.

A métrica!

Por fim, nunca deixe de lado a sua métrica.

Use as métricas do e-mail para medir o seu resultado. Sendo que o foco é nutrir leads, considere que dá para considerar a taxa de abertura do e-mail, a atratividade do conteúdo, melhor horário para o envio, taxa de cliques, etc.

Isso vai ser importante para você em vários sentidos, inclusive, na hora de iniciar o processo de envio de e-mail marketing em outras ocasiões!

PROPAGANDA