Negócio Digital Lucrativo de Geração de Lead?

Aqui é o Dan Cortazio e hoje eu quero responder uma dúvida que surgiu no Instagram sobre uma expressão que tem dado o que falar no marketing digital: “Negócio Digital Lucrativo de Geração de Lead”.

Eu recebi uma mensagem lá no Instagram que o brother Daniel falou assim:

“Você me dá a honra de me responder uma pergunta? Estou criando uma agência para geração de leads para empresas de campanhas no Facebook com intuito de capturar contatos e passar aos corretores de imóveis”.

E continuou: “Se isso tiver sendo visto como uma taxa mensal para minha empresa e o restante for investido em marketing digital, na sua opinião, esse é um tipo efetivo de negócio digital”?

E para finalizar, ele diz: “Você acha que vender infoprodutos tem de ser mais escalável e menos estressante”?

Na real, essa é uma das maiores perguntas que eu vi hoje.

É uma excelente pergunta!

Tanto é que gerou esse conteúdo que estou produzindo agora.

Eu quero dar uma resposta que eu acho que vai ser boa para essa tua ideia.

Eu sempre sou da ideia de que a gente tem que construir um negócio escalável, essa é uma verdade.

Um negócio escalável

E qual que vai ser a minha resposta? Vamos lá!

Sobre criar um negócio escalável dessa mesma forma sem mudar muito a ideia, como caso de ter o exemplo de corretor de imóveis, posso imaginar algumas coisas.

Então, acredito que ele deve ser seu cliente.

Portanto, ao invés de cobrar uma taxa mensal, apenas cobraria um valor por lead que você gera.

Inclusive, talvez você pode até tirar fora a taxa mensal e colocar apenas o valor por lead.

Entendeu a diferença disso?

Dessa forma você consegue escalar o seu negócio muito mais!

Você pode encontrar corretoras que vão querer 100 leads no mês, mas você pode encontrar grandes empresas, compradores e até mesmo uma incorporadora que vão querer 100 mil leads no mês.

E aí você pode expandir o seu negócio.

Você mesmo falou sobre expandir para outros nichos, não é?

Esse não é o negócio que você consegue escalar muito bem, ao menos se você tivesse um modelo diferente.

E aí, talvez, teria até um negócio que eu gostaria de criar, novo, que valesse a pena.

Como é que a gente pode conseguir grandes clientes?

Vou te dar um exemplo aqui.

Uma grande anunciante no mundo é a Trivago.

Imagino você já a conheça.

Eles investiram mais de 1/2 bilhão de reais em 2016.

O negócio funciona assim: você vai pegar uma conta dessa para investir.

Aí o restante é contigo.

Sei lá, os caras pagam até 10 reais no lead.

Eu quero uns 100 mil leads, 200 mil leads no mês!

Então, excelente!

Aí você fica aí com o percentual, entendeu?

Então, consegue o lead por 5!

Olha aí o teu lucro: é muito interessante e talvez mais interessante do que o próprio produto digital que você trabalha.

Atenção com o alto custo fixo do negócio digital

Para quem está começando, todo cuidado é pouco, ainda mais sobre o alto custo fixo do negócio digital.

Imagine que você esteja atuando como afiliado.

Aliás, esse é um exemplo meu mesmo.

Fomos aumentando de forma gradual os resultados. O primeiro mês fechou em 1,1 mil reais e foi aumentando.

Em um ano, conseguimos bater 235 mil reais em um único mês.

Só que esse resultado não seria tão positivo se tivéssemos aumentando o nosso custo fixo proporcionalmente.

“Isso poderia ter causado e custado a sobrevivência do negócio”.

Você, sendo um empreendedor, tem que tomar cuidado com isso para economizar dinheiro com seu negócio digital.

A dica, nesse caso, qual é?

É você pesquisar o mercado, encontrar ferramentas semelhantes que custem menos, ao menos no começo.

Elas precisam ter funcionalidades e custo-benefício melhor.

Em um artigo do ano passado, comentei que “muitas vezes compramos coisas que a gente não precisa”.

A pergunta para entender isso é: o quanto alto você consegue escalar com a mão de obra atual que você já tem?

Se quiser saber mais sobre o custo fixo do seu negócio digital, clique aqui.

A tendência dos produtos digitais

Trabalhar com produtos digitais hoje é o grande desafio!

Você tem que encontrar conversão, você tem que fazer um trabalho adicional.

Dá um trabalho fazer isso.

Mas, se fizer bem feito, o seu tráfego será excelente.

E o mais fácil é fazer um tráfego de baixa escala.

A partir disso, começa a ficar mais difícil quando você começa a fazer em alta escala.

Essa é a minha opinião, beleza?

Então, eu, com certeza, faria um tipo de negócio desse tipo.

E só não fazemos hoje porque temos interesse em ter a marca própria.

Espero que eu tenha respondido a sua pergunta, Daniel.

E não se esquece de assinar o canal, assinar o sininho de notificações e deixar um comentário também!

Um grande abraço para você, falando aqui diretamente de play Del Carmen.

Como criar um negócio digital sustentável?

Uma das dicas para ter sustentabilidade no negócio digital é pensar em iniciativas que trazem tráfego orgânico para o seu site.

O Google e depois o Youtube, que é o segundo maior buscador do mundo.

Para você ter uma ideia geral, nós compramos uma participação de negócios que gera mais de 7 dígitos por ano em 2016 – apenas vindo do tráfego orgânico do Youtube.

E criamos vários mecanismos para investir cada vez mais nisso, incluindo os sites, com conteúdos atuais, produtos digitais e estamos investimento 4/5 peças de conteúdo diariamente.

Não há dúvidas que é importante investir, também, em tráfego orgânico, tá bom?

“Às vezes, a gente pensa que sustentabilidade está ligado com ecologia, uma iniciativa ecológica, uma iniciativa de plantação de novas árvores ou algo do tio, mas o conceito disso é muito mais amplo”.

Assim sendo: “acredito que o traz mais sustentabilidade para o negócio digital, apesar de eu falar muito do tráfego pago aqui… Acaba sendo na verdade o tráfego orgânico”.

Gostou desse conteúdo? Confira aí como criar um negócio digital sustentável.

 

Add Comment