Você sabe como escolher o melhor marketplace para vender online? Veja 5 análises

ANÚNCIO

Quando se fala no “melhor marketplace para vender online”, a gente pode parecer presunçoso demais, é verdade. Mas, para que você saiba, não vamos indicar aqui uma ou outra plataforma. A ideia não é essa.

O que faremos é indicar pontos que precisam ser analisados para que você possa ter reais condições de escolher o que poderá ser o seu melhor marketplace, ok? Curiosamente, estamos falando de um novo formato para vender na internet.

ANÚNCIO

E se você não conhece ainda, a gente explica de forma breve: é como abrir uma loja em um shopping, só que tudo acontece de forma virtual. A vantagem está justamente no fato de que dentro desse “shopping online” há um grande fluxo de pessoas, de público, de clientes.

Sem contar que, como foi noticiado pelo Folha Capital, os consumidores brasileiros já estão recuperando a confiança no mercado. “Com o isolamento social aderido no mundo inteiro, os meios digitais tornaram-se as estrelas do comercio“.

Atualmente, há vários marketplaces no mundo todo, do Netshoes até mesmo a Dafit, a Época Cosméticos, além do Facebook e da Amazon. Abaixo, no último tópico, vamos falar um pouco mais sobre esses dois últimos citados, não deixe de ler.

ANÚNCIO

As 5 análises mais importantes

É claro que ao escolher um marketplace você terá que fazer diversas análises. De qualquer modo, nos preocupamos em encontrar aquelas que são as 5 mais importantes, ou seja, que são imprescindíveis para se fazer uma escolha assertiva.

1 – O número de visitantes

O número de visitantes é muito importante porque, como já falamos acima, isso vai indicar quantas pessoas passam pelas lojas do shopping – sendo que você é uma dessas lojas, né.

Sendo assim, se a ideia é participar de um marketplace, obviamente, você quer que o maior número de pessoas chegue até o seu produto. Então, considerar o tráfego do site é o primeiro ponto a ser estudado.

Além do número de pessoas, também é legal averiguar o perfil do público, como o sexo, a idade, a região, os interesses, etc.

2 – A infraestrutura da plataforma

A próximo ponto é sobre a infraestrutura da plataforma. Porque não adianta ter muitos consumidores presentes ali se a página não funciona bem, não é mesmo? É preciso avaliar o suporte oferecido e até mesmo o suporte usado.

Um bom exemplo é você analisar a VTEX, que é considerada a maior plataforma de e-commerce de toda a América Latina. Aliás, esse é um estudo e não uma indicação, ok?

Sobre a assistência, lembre-se de verificar também sobre a experiência deles no mercado online. Porque mesmo que você não tenha esse conhecimento, muitas vezes, eles ofertam materiais educativos para o seu crescimento nesse mercado.

3 – O apoio da plataforma nas operações

Esse ponto é para que você saiba que algumas plataformas de marketplace permitem diversos tipos de assistências, inclusive, nos processos diários de como vender pela internet.

Logo, esse pode ser um diferencial para você escolher aquela que será a melhor para você. Por exemplo, nem sempre o empreendedor saber lidar, ao menos no início, com a logística, as entregas ou até mesmo com as formas de pagamento.

Sendo assim, ter esse amparo inicial faz muita diferença para concretizar as primeiras vendas.

4 – A reputação do marketplace

Se você já viu o número de visitantes e a infraestrutura pode ser que esteja bem seguro do seu parceiro de negócios digitais. No entanto, para fechar esse tripé é ideal que você considere também a reputação da página como item indispensável para encontrar o melhor marketplace para vender online.

Logo, isso tem a ver com a qualidade, o que vai significar a escolha de muitos consumidores por ela. Como fazer isso? Um jeito bem simples é avaliando os comentários públicos dos compradores nas redes sociais ou em sites como o Reclame Aqui.

Afinal, se é para ter um parceiro, que ele seja de qualidade, autêntico e confiável.

5 – As campanhas de vendas anuais

Para encerrar a lista de tópicos, temos aqui esse das campanhas. Óbvio que esse não vai ser o ponto principal a ser averiguado. Porém, ele pode servir como um diferencial de mercado. Então, a dica é: note se a plataforma faz campanhas fortes de marketing durante o ano.

Na internet, uma das principais é a Black Friday, que acontece em novembro. Mas, não podemos deixar de falar do Dia das Mães, Dia dos Pais, Natal e outras datas comemorativas que são ótimas para o comércio eletrônico.

Você pode usar essas datas para criar promoções também ou ter o seu nome divulgado durante as campanhas. Por exemplo, pensar em coisas como “frete grátis” pode aumentar demais as suas vendas nessas épocas do ano.

Leia mais – Amazon e Facebook

Como prometemos na introdução do artigo, aqui nesse último tópico teremos algumas dicas valiosas para quem quer conhecer mais de 2 marketplaces famosos no mundo todo: Facebook e Amazon. No entanto, para não nos estendermos, vamos trazer a indicação de matérias já publicadas que falam exatamente sobre eles.

melhor marketplace para vender online

O programa de afiliados da Amazon é uma novidade que existe no mercado e permite que pessoas comuns realizem a venda de produtos, como livros e eletrônicos. O cadastro é gratuito e as comissões podem ser de até 15% sobre o valor do produto. Saiba mais.

Para vender um produto no marketplace do Facebook é preciso entrar no aplicativo ou no site e criar um novo classificado. Então, dá para escolher várias categorias de produtos, como veículos, itens para casa, empregos, etc. Saiba tudo.

ANÚNCIO