Entenda 5 motivos para pensar no marketing na área automotiva como sendo digital

ANÚNCIO

A matéria de hoje é para falar sobre o marketing na área automotiva. Afinal, será que o marketing digital também pode ajudar esse setor ou ele está ligado ao marketing mais tradicional? Vamos descobrir mais detalhes.

Até mesmo porque ao falar com pessoas da área de automóveis, a gente sempre acaba ouvindo expressões como “marketing digital para concessionárias” ou para “autopeças” ou para “centro automotivo” ou para “venda de carros” ou ainda para “loja de carros”.

ANÚNCIO

Afinal, há algumas décadas atrás, o processo era bem diferente do que é hoje. Qual processo? Todos. Inclusive, o de vender carros, anunciar, fazer a comercialização de veículos, etc. Se comprar anúncios em jornais era tendência, hoje isso ficou para trás.

Resumidamente, saiba que hoje em dia mais de 95% das pessoas brasileiras recorrem a internet na hora de comprar alguma coisa. Qualquer coisa, inclusive, carros. E se ele vai além disso, no máximo, ele visita uma única concessionária e nada mais.

O marketing digital

Só para que a gente se organize melhor aqui e pensamos mais na realidade atual, vamos considerar um estudo da Social Media Today.

ANÚNCIO

Também de forma resumida, saiba que ela indicou que, no ano de 2019, o percentual de aumento dos gastos no mundo todo com os anúncios online foi de 4,7% – a expectativa era de 4%.

Além disso, para até o ano de 2021, o estudo indicou que 49% de todos os gastos globais serão apenas com a publicidade online. Mas, com a pandemia desse ano, com certeza, essa meta já está perto de ser alcançada.

Então, para começar, a gente já tem aqui um bom motivo para investir em marketing digital na hora de vender carro ou em qualquer área de automóveis, não acha? Afinal, todo mundo está na internet e os anúncios online são vantajosos, como vamos falar abaixo.

No Brasil

Agora, temos outra pesquisa, dessa vez da Car Sales Statistics. Saiba que o mercado de automóveis no nosso país foi o único de grande porte que continuou a crescer até o início de 2019 – a pesquisa é do ano passado.

Assim, tivemos um registro de veículos leves com aumento de 8,8% na venda de carros. Enquanto isso, outros países, como Estados Unidos e até mesmo a Europa, não tiveram o mesmo sucesso.

A partir disso, a Fenabrave afirmou que a tendência é de crescimento para os próximos anos.

O marketing automotivo

Já falamos um pouco do marketing digital e um pouco das vendas de automóveis no Brasil. Então, já podemos unir os dois temas para focarmos no assunto do marketing na área automotiva, não é mesmo?

Para quem não sabe, vamos considerar que o marketing digital pode ser usado nesse segmento de diversas formas. Por exemplo, com showroom digital, com e-mail marketing, com as redes sociais, com aplicativos de mensagens, com chats, conteúdos, únicos.

Sendo assim, podemos dizer que o marketing automotivo nada mais é do que saber usar o ambiente digital para criar conteúdo e anúncios de modo a engajar mais clientes, vender mais carros e até mesmo gerar oportunidades.

Os novos modos de comprar

Sabendo que temos várias ferramentas para usar, a gente ainda pode estudar se isso vale mesmo a pena ou se não é um “modismo” do mercado. Para saber disso, vamos mostrar a pesquisa do Guy Schueller, que é da indústria automotiva do Google.

Ele falou que 95% dos compradores de veículos usam a internet como fonte de informação. Depois, mostrou que 60% das pesquisas automotivas veem de dispositivos móveis. E que 25% de todas as pesquisas são sobre peças, serviços e manutenção.

Mais do que isso, ele garantiu que 40% dos compradores que assistem vídeos sobre carros ou caminhões acabaram indo em uma ou outra concessionária por conta do vídeo. Assim, fica fácil ver que a internet importa, e muito, na vida do consumidor, não é?

O anúncio online é mais barato

Se você chegou aqui e ainda está desconfiado, tudo bem. O assunto, apesar de não ser novo, pode ser uma novidade para você. Assim, você deve estar achando que anunciar na internet é caro. Mas, não é. Realmente, não é.

O marketing na área automotiva pode ser visto com as estimativas do mercado americano. Por lá, entre 12% e 20% do faturamento vão para as concessionárias que atuam a pouco tempo no mercado. E de 6% a 12% vão para as revendedoras mais antigas.

O que isso quer dizer? Que a internet possibilitou que mesmo as pequenas ou novas empresas pudessem competir com as grandes. Afinal, o investimento em publicidade online é mais baixo. E isso ainda ajuda no fortalecimento da marca e na comunicação com o cliente.

Sem contar que dá para pensar em anúncios que deixam as informações sobre as formas de pagamento bem claras ao consumidor. Dá para falar de financiamentos, por exemplo, de forma bem explicada.

E cadê os motivos?

Se você prestar um pouco mais a atenção, vai ver que já estamos no fim do texto e ainda não temos a lista de motivos para pensar no marketing na área automotiva como sendo digital. Não é? Na verdade, temos sim. Em cada tópico citado, temos um motivo.

marketing na área automotiva

Logo, abaixo a gente tem um grande resumo de tudo o que foi falado e você vai ver como existem muitos e bons motivos para começar a pensar nisso agora mesmo.

  1. Aumento do número de gastos com anúncios online no mundo
  2. O Brasil teve aumento no registro de venda de veículos leves
  3. Há várias ferramentas no marketing digital para serem usadas
  4. Os novos modos de comprar incluem a pesquisa online, na internet
  5. Anunciar na internet é mais barato e é bom para os pequenos lojistas

Sendo assim, parece que temos 5 motivos que realmente respondem muito bem a pergunta sobre: “o marketing na área automotiva tem que ser digital”? Você não acha? Se você tem alguma experiência com isso, comente abaixo.

ANÚNCIO