Confira 3 produtos para vender em uma loja de bebê online

ANÚNCIO

Abrir uma loja de bebê online é um ótimo negócio para quem quer abrir um e-commerce e está pensando no público infantil. Isso porque são dois assuntos que estão em alta nos últimos anos – e ao que tudo indica, isso vai permitir por alguns anos.

Obviamente, a loja virtual tem as suas vantagens, como ser mais econômica do que uma loja física e permitir a venda para todas as regiões do país. Já o assunto dos produtos infantis também permite a flexibilização na hora de vender produtos diferentes.

Mas, de quais produtos nós estamos falando? Esse conteúdo é para falar exatamente sobre isso. Aqui, temos 3 dicas que são bem comuns, que sempre agregam valor em uma loja de bebê online: as roupas, os brinquedos e, por que não, as decorações? Saiba mais.

Os produtos e serviços para vender online

Para que você entenda melhor isso e até mesmo se inspire na hora de abrir o próprio negócio, a gente vai citar algumas empresas que atuam no mercado infantil. Geralmente, são marcas focadas em um único produto – mas, nada impede você de diversificar na sua loja.

1 – Roupas

A Dinda é uma loja de roupar infantis que está atuante desde 2012. Ela é considerada a 1ª empresa brasileira de flash sale focada no público infantil. O objetivo é selecionar os produtos para bebês, mamães e crianças, com descontos que chegam a 70%.

ANÚNCIO

A loja virtual tem 6 milhões de pessoas cadastradas e mais de 5 mil fornecedores espalhados pelo Brasil. Sem contar no aplicativo que tem mais de 1 milhão de downloads. Já se somarmos todos os ambientes digitais são mais de 3 milhões de acessos únicos por mês.

“A Dinda entende as necessidades de nossos clientes e a produção da indústria da moda para compor, com sua expertise e relacionamento no setor, um pool de ofertas para o dia a dia das famílias”, afirma o diretor-geral e porta-voz da empresa, Benjamin Couri.

Moda infantil

Para Benjamim, o segmento da moda infantil tem muitos desafios, mas pode ser viável para os empreendedores. “Uma plataforma digital tem a vantagem de ser um corpo vivo sempre em movimento, com inovações constantes e novas tecnologia”.

Entre os diferenciais, o especialista fala que ultimamente estão ampliando o portfólio mais abrangente, que inclui grandes marcas e até mesmo para gestantes e que tem a ver com os cuidados com a saúde.

E para fechar essa questão sobre a moda e os vestuários, saiba que o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) diz que o setor cresce 6% a cada ano. Sem contar que em 2016 as micro e pequenas empresas representavam 90% do setor no Brasil.

2 – Brinquedos

Para falar sobre os brinquedos, a gente vai citar aqui a história da Natiele Krausamann e Veronicah Sella. Elas criaram a Criamigos, uma loja que começou quando Natiele sentiu falta do urso de crochê que a avó fazia e com o qual gostaria de presentear a filha de 9 meses.

Na busca, perceberam que não havia comércios brasileiros que atendessem a essa necessidade. “Achávamos a ideia meio maluca, mas criamos uma loja só de ursos de pelúcia”.

O resultado foi totalmente positivo. Assim sendo, a rede cresceu 600% desde o seu início. As primeiras vendas renderam 350 pelúcias, mas, em 2018, foram mais de 7 mil bonecos em um mês.

Criar vínculo

Segundo Natiele, o sucesso veio por conta da motivação em criar novidades. “Hoje as crianças são ainda mais ávidas pelo novo. Nosso primeiro desafio é criar vínculo da criança com o brinquedo. Depois, é manter esse brinquedo atraente por mais tempo”.

E para quem acha que isso é simples, saiba que elas contam que foram 2 anos ininterruptos de muita pesquisa, estudo e desenvolvimento de marca com fornecedores antes de criar a loja de bebê online.

3 – Decoração

Agora sim vem aquela ideia que é meio maluca, mas que pode agregar valor à sua loja de bebê online. Afinal, há oportunidades de negócio no setor que vão atingir os pequenos indiretamente, como fazer decorações para espaços infantis – como os quartos de bebês.

Vanessa Guimarães diz que entre os cases que mais se destacam, está a Patch Love, um projeto romântico pensado a partir de seu papel de parede, com cores, desenhos e detalhes artesanais.

Ao todo, ela tem mais de 10 mil ambientes projetados. E se você acha isso doido demais, saiba que ela já esteve presente na vida dos filhos de gente famosa, como Angélica, Patrícia Poeta e Adriana Esteves.

O mercado

“Sentimos uma oportunidade muito grande em fazer um curso digital e completo, onde conto toda a minha história, o empreendedorismo, projetos, inspirações, tendências, cliente, loja, equipe e alta performance e muito mais”, conta.

Vanessa ainda diz que o seu grande desafio foi o de entender o novo cliente (geração Millenials). São pessoas diferentes, mais desapegadas e com novos parâmetros, ela diz.

loja de bebê online

“O que seria um tiro no pé? Não inovar! As pessoas precisam entender, principalmente nos dias de hoje, que precisamos inovar, pesquisar, buscar novas frentes, não ficar estagnado”, conta.

Leia também outras matérias sobre o público infantil

Recentemente, a gente fez um grande acervo de materiais de qualidade para quem quer investir em um mercado infantil. Seja abrindo uma loja de bebê online ou vendendo produtos em lojas físicas. Ou até mesmo inovando com a decoração de quartos, como vimos aqui.

Assim sendo, todas essas matérias são exemplos de que uma boa ideia é começo de tudo para quem está interessando em abrir o próprio negócio. E depois de todas essas leituras, com certeza, inspiração é o que não vai falar para você.

ANÚNCIO