Carrefour e Atacadão – Saiba por que investir nas plataformas de e-commerce como eles

ANÚNCIO

O anúncio é bem recente. Há alguns dias saiu na internet toda algumas manchetes que falavam sobre os motivos pelos quais essas grandes marcas apostaram muito na internet. E isso acaba nos mostrando também outras comprovações da importância de investir nas plataformas de e-commerce.

Por exemplo, o Carrefour lançou a sua plataforma para ser uma ferramenta de vendas online. O motivo: “seguindo as tendências aceleradas no mundo dos negócios, que foram causadas pela pandemia”, avaliaram os responsáveis. E tem dados que mostram isso: as vendas no e-commerce devem chegar a 4,2 trilhões de dólares até o fim do ano.

ANÚNCIO

O relatório que mostrou essa informação é da Shopify. Ah, e tem outro dado bem legal para observamos logo nesse começo de texto: “o faturamento das vendas pela internet no Brasil, no 2º trimestre do ano, foi de R$ 33 bilhões”. Isso dá uma alta de 100% em relação à 2019. O dado é do Neotrust.

O investimento do Carrefour

Sabendo desses dados fica bem mais fácil entender porque o Carrefour foi correndo colocar no ar o seu projeto de plataforma digital para vendas. Ou seja, é um e-commerce da marca.

Mas, saiba que a ideia, ao menos a que foi apresentada em 2018, era de lançar o Plano 2022 com essa transformação digital. Assim, vimos uma resposta imediata que antecipou, pelo menos, 2 anos do que a companhia previa.

ANÚNCIO

Na época, o Carrefour até comprou a plataforma de receitas Cybercook.

Mas, agora houve o lançamento oficial do novo site do Carrefour. E aqui já podemos dar mais um dado importante: até então, o site do Carrefour era o 7º mais acessado entre os portais de vendas online aqui no país. Ele perdia para Mercado Livre, Americanas, Amazon, Magazine Luiza, Casas Bahia e Submarino.

Por que investir nas plataformas de e-commerce

Agora vamos explicar alguns dos fatores que fizerem com que dirigentes da companhia tomassem essa decisão. Com certeza, essas motivações podem servir para você entender mais sobre esse mercado, que é tendência – inclusive, para o pequeno empreendedor.

Níveis de eficiência – “A nova plataforma foca na digitalização da empresa. Ela será importante para melhorar os níveis de eficiência com uma boa perspectiva em vários prazos. Isso vai sustentar o crescimento futuro do negócio”, disse Paulo Farroco.

Comportamento de consumo – “Nós usamos a base de dados da Cybercook para entender o comportamento de consumo e hábitos alimentares dos consumidores”, afirmou Farroco.

Redes sociais – O Carrefour tem investido também nas suas redes sociais. Para se ter ideia disso, a empresa tem 11 milhões de seguidores no Facebook e mais 869 mil perfis cadastrados no Instagram.

Soluções para a internet – O próximo ponto importante é saber que quem esteve por trás do projeto foi a VTEX, uma startup focada em soluções para o comércio eletrônico. No mês passado, ela recebeu aportes de mais de R$ 1,25 bilhão.

Abaixo tem um vídeo do Carrefour falando sobre o lançamento:

As vendas online

Ainda citando o Carrefour como case de sucesso, podemos aprender mais sobre investir nas plataformas de e-commerce. No caso, os especialistas da marca falaram muito sobre as vendas online. Assim, eles contaram sobre a participação do site nas vendas totais da companhia.

Por exemplo, os canais online representam 39% das vendas de eletrodomésticos. Enquanto que a venda de alimentos do varejo feitas pela internet é de 7,7% do total. “O foco é fazer com que o cliente tenha uma experiência única no mercado e na plataforma”.

Ganhar dinheiro com o e-commerce na prática? Não cometa esses 5 erros

Outra responsável pelo projeto é Silvana Balbo. Ela conta que a conveniência das compras digitais faz toda a diferença para alguns consumidores. “Há 5 anos, as pessoas usavam 3 lojas para as compras. Hoje, elas usam 8 na busca pelo melhor custo-benefício”.

Ainda como lição do Carrefour, lembre-se que em 2019 ele iniciou uma parceria com a Rappi. “É essencial uma parceria com apps de entrega que integra a nossa estratégia de omnicanalidade”. Atualmente, 34 cidades são atendidas pela Rappi e 93 pela Cornershop.

O Atacadão também lançou o seu e-commerce

O Atacadão é do mesmo grupo do Carrefour. Mas, o lançamento da loja virtual não tem a ver com o e-commerce do Carrefour. A nova plataforma é focada no público B2B ou seja, de empresa-empresa.

investir nas plataformas de e-commerce

Assim, a ideia é que o novo canal de vendas online possa melhorar a experiência com os mais de 300 parceiros que o Atacadão tem. Lembrando que o Atacadão comprou 30 lojas da rede Makro, para impulsionar o seu crescimento.

E também dá para aprender com o Atacadão. Saiba que para acelerar esse processo do marketplace, ele precisou comprar 51% da CotaBest, que é uma startup focada em mercado de atacado online.

“É mais um passo para conquistarmos novos clientes, parceiros e ampliarmos nosso Market share”, disse Roberto Mussnich, do Atacadão.

O novo site

O novo site tem 50 mil produtos listados, sendo que a ideia é que o interessado consiga criar uma lista de compras que pode ser semanal. Assim, ele recebe a atualização dos preços mais competitivos do mercado.

Procurando um plugin para loja virtual? Conheça 5 dos mais usados no e-commerce

Do mesmo modo que o Carrefour, o Atacadão também tem parceria com apps, como é o caso do Rappi e do Cornershop. Assim, consegue chegar a 11 estados, com 26 lojas e mais de 8 mil produtos disponíveis.

ANÚNCIO