A inteligência artificial ameaça o mercado de trabalho? Veja o que dizem especialistas

ANÚNCIO

Nos últimos anos e mais especificamente após o início da pandemia, muita gente tem se perguntando sobre como vai ficar o mercado de trabalho atual. Inclusive, você já deve ter refletido e se perguntando se a inteligência artificial ameaça o mercado de trabalho, não é? A gente também se perguntou isso.

E para respondermos de forma mais assertiva e objetiva, nós fomos atrás da opinião de vários especialistas que entendem do assunto – justamente porque estudaram e pesquisaram muito sobre isso. Em resumo, o trabalho realizado por máquinas é uma realidade no mundo.

ANÚNCIO

Assim, o que acontece é que caberá aos profissionais se adaptaram para isso. Logo, é algo que esses estudiosos traduzem em “encarar a situação como um desafio a ser vencido” e não como o fim dos empregos.

O copo meio cheio

Essa ideia, que é muito comum na opinião de vários pesquisadores, vem a calhar com o conceito de “copo meio cheio”. E se você não sabe do que estamos falando, saiba que o copo meio cheio é o mesmo que está meio vazio, também.

E o fato é que quando a gente fala em Inteligência Artificial (IA), fica impossível não do trabalho das máquinas em praticamente todas as áreas profissionais. Assim, a gente pode ver o copo meio cheio ou meio vazio, sendo:

ANÚNCIO
  • O copo meio cheio – é para quem encarara a situação como oportunidade.
  • O copo meio vazio – é para quem encarara a situação como ameaça.

Felipe Polo é estudante de economia e empreendedor na área e cedeu uma entrevista para a revista Empreende. “Não há como negar que a IA tem grande impacto no mercado de trabalho. Primeiro, na substituição do trabalho humano. Mas, serve como um complemento, tornando os profissionais mais produtivos”.

O copo meio vazio

E nessa conta sobre a pergunta se a inteligência artificial ameaça o mercado de trabalho, a gente também deve analisar o copo meio vazio, como faz Felipe. Para ele, a substituição de humanos por máquinas pode ser vista nos dias atuais.

Para ele, um bom exemplo é a introdução dos chatbots. E foi isso o que ele comentou durante uma entrevista para uma revista. Ele conta que os profissionais de telemarketing estão sendo “trocados” por programas que abrem um novo canal de atendimento com o cliente.

E engana-se quem pensa que o trabalho não é bem-feito por essas tecnologias. Polo afirma que há muitos casos em que cliente nem percebe que “conversou” com uma máquina ao solicitar um produto, fazer uma reclamação ou cancelar um pedido.

Ficou curioso para saber mais sobre o que são os chatbots? A gente tem uma matéria que explica tudo sobre eles e ainda contamos 7 razões para você começar a investir nisso na sua empresa. Leia a matéria completa e saiba mais: O que são os Chatbots: 7 razões pelas quais você deveria investir nisso.

Outras inovações

O empreendedor também fala de outras inovações que aconteceram em vários setores da economia. Por exemplo, ele cita os advogados e os contadores, que gora podem fazer o levantamento de informações digitalmente, deixando de lado os processos manuais.

Além deles, os motoristas de táxi e também os de aplicativos e ainda os entregadores de pizza. Todos tiveram que se adaptar as novas mudanças trazidas pela tecnologia. “O carro autônomo já é uma realidade, embora ainda não em uso comercial, mas isso é uma questão de tempo”.

Lucas Figueira é professor de Inteligência Artificial e diz que esse não é o fim do mundo. Até mesmo porque o mesmo aconteceu na época que surgiram os veículos motorizados. “Com o fim das carroças, os ferreiros perderam a sua função”.

Fábio Costa, da Al Tech Leader, algumas profissões se compõem de atividades agrupadas e, assim, elas também podem ser substituídas por ferramentas de IA. “O Andrew Ng tem uma frase que diz que ‘se uma atividade leva menos do que um segundo de pensamento, provavelmente é possível automatizá-la”, lembra.

Qual é a metade mais importante do seu copo?

Sendo assim, após essas análises, informações e comentários, você enquanto trabalhador deve considerar qual é a sua metade do copo mais importante: cheia ou vazia.

inteligência artificial ameaça o mercado de trabalho

Diante disso, o que os profissionais devem fazer considerando as novas tecnologias? “Depende de como eles enxergam o copo” – que pode estar meio cheio ou meio vazio. Vamos ver alguns dos possíveis resultados disso.

  • O copo meio vazio – se a pessoa vê o copo meio vazio, saiba vai reclamar do fim das relações de trabalho. A saída é uma só: partir para outras atividades.
  • O copo meio cheio – mas, se o copo estiver meio cheio, o profissional poderá aproveitar a chance que bate à sua porta e se adaptar ao mercado de trabalho.

Felipe resume isso dizendo que “uma pessoa que trabalha numa área já afetada pela IA, ele precisa acompanhar este tema, ficar atento às notícias e iniciar um reposicionamento com o aperfeiçoamento profissional”.

No entanto, “desse modo, um profissional capacitado, com visão crítica sobre o mundo, que se relaciona bem com as pessoas, sempre terá uma oportunidade justamente porque ele consegue se moldar bem às novas realidades”.

ANÚNCIO