Ideias de call to action: 5 dicas para gerar mais conversão

Você pode ter criado o artigo mais épico do mundo, mas se não tiver uma boa call to action (CTA), então, ele nada vai gerar de resultados. Algumas ideias de call to action nos levam a crer que você tem que direcionar o seu leitor para algum fim.

Afinal, “para quem não sabe aonde vai qualquer caminho serve”.

Então, se estamos falando de um mundo digital, temos que pensar em palavras e frases que fazem sentido, que tenham qualidade, mas que, ao mesmo tempo, também faça com que o usuário seja indicado para algum lugar.

O principal objetivo do CTA é levar o leitor à algum lugar, especialmente à uma página de captura de contatos ou de vendas.

A técnica está presente em praticamente todos os bons textos de copy e é relevante para todas as etapas do funil de vendas que você estiver trabalhando.

  • Se estiver no topo, dá para levar o leitor para outras matérias sobre o assunto.
  • Se estiver no fundo, dá para leva-lo para a pagina de vendas (landing page).

Visto que a CTA é muito importante, resta saber como criar uma boa CTA né.

Então, é o seguinte: separamos 5 ideias de call to action, mas não vamos dar as frases prontas e sim mostrar em que você precisa pensar para criar cada uma delas, beleza?

5 dicas para gerar mais conversão

E atente-se ao fato de que estamos falando em conversão de vendas, tá?

Portanto, a frase precisa ser clara e criativa para fazer o usuário clicar nela.

1 – Saiba o que seu leitor busca

Uma das ideias de call to action é você saber exatamente o que seu público está buscando.

Você deve fazer várias perguntas para conseguir criar um CTA de valor:

  • Como os leitores chegaram até aqui,
  • Usando quais redes sociais,
  • O que elas procuram,
  • Onde elas devem ir.

Isso até pode ser bastante óbvio já que você já deve ter feito a lição de casa e pesquisado temas e palavras-chaves cantes de produzir o seu texto, não é?

Então, se você teve planejamento, responder essas perguntas é fácil e você vai conseguir identificar a melhor CTA para o seu público.

2 – Tenha uma oferta irresistível

As pessoas não vão comprar o seu ebook apenas porque acharam a capa dele bonitinha.

Você tem que ter uma oferta irresistível, isto é um produto que dê uma promessa de que algo vai melhorar na vida de quem comprar o produto.

O seu leitor busca alguma coisa e provavelmente isso é uma solução para o problema dele.

Há um curso que sempre comentamos aqui no blog que é do Caio Ferreira, conhece?

Se não, você poder ler isso aqui > Curso Negócio em 21 Dias do Caio Ferreira.

Ainda que você tenha essa solução, vai precisar fazê-lo entender que isso é realmente vantajoso.

E não vá achando que basta fazer uma boa chamada para que tudo se resolva, está bem?

Você tem que caprichar também no que está por trás dela.

Um bom CTA é aquele que tenha algo de valor para quem aceitar o convite.

Leia Também – 7 frases persuasivas para vender na internet

3 – Use os gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são técnicas de persuasão usadas para que o leitor consiga tomar uma decisão de compra assertiva.

Os mais comuns são: “compre agora”, “garanta sua vaga” e “receba hoje”, que são considerados de urgência e escassez.

A ideia é a de que essas frases fazem com que as pessoas cliquem nas frases a partir de sentimentos, emoções que são sentidas.

E esses gatilhos também têm a ver com a clareza da sua mensagem, considerando que para um CTA bem feito, você precisa ser o mais objetivo possível.

Outros exemplos são: “faça o seu cadastro”, “receba o seu ebook”, etc.

4 – Considere ser criativo

Apesar de serem bastante objetivas, frases como “clique aqui” não são nada criativas.

Portanto, uma das ideias de call to action é ser criativo e pensar em algo mais atraente.

Talvez, podemos falar em “assinantes VIPs” ou “baixe o seu ebook e mude de vida”.

A ideia é que você pode persuadir um pouco mais o seu público sem precisar ser chato ou perder a qualidade do texto.

O objetivo é conseguir unir palavras simples e eficazes para uma chamada de ação que seja relevante e cause curiosidade no leitor.

5 – Use números

Esse tópico poderia estar dentro de “gatilhos mentais”, mas, deixamos separado porque ele merece uma atenção toda especial.

Dependendo de como for o seu texto, você pode usar os números como aliados.

“Receba 30% de desconto agora”, “compre por apenas 10 reais” ou “só restam 5 unidades”.

A ideia numeral faz com que o cérebro fique atento ao valor.

Ideias de call to action

Como usar as CTAs?

Você pode usar as CTAs em qualquer tipo de conteúdo.

As ideias de call to action que selecionamos são flexíveis a esse ponto.

Agora, além de saber disso, você tem que se atentar também aonde inserir tais frases.

Não há regras, mas, no geral, usa-se no fim do conteúdo.

Ainda mais se estivermos falando de um texto copy bem feito, que vai prender a atenção do leitor.

Então, o passo final seria direcionar esse leitor para outra página.

Além disso, você precisa ser objetivo nessa CTA.

Por que o seu leitor clicaria ai?

Então, seja objetivo e mostre os motivos para isso.

E já aproveitando o assunto, vamos falar de uma teoria aqui.

Existem 2 principais tipos de CTAs: primários e secundários. Vamos falar de cada um.

CTA Primário

Os primeiros são aqueles mais apelativos que tem a função de atrair o cliente para a compra.

“Adicione ao carrinho” ou “compre agora”, por exemplo.

Nesse caso, é provável que o leitor já esteja na página de vendas e não em um conteúdo que mais explicativo ou denso.

CTA Secundário

Outra opção é o secundário, que funciona de forma menos objetiva e tem a vantagem de poder oferecer produtos e serviços em pontos mais estratégicos.

Nesse caso, ele poderia apenar “recomendar” a compra.

“Se você quer aprender mais desse assunto, baixe o ebook”.

Então, nessa opção é como se você fizesse uma orientação, um aconselhamento ao leitor para que ele aprenda mais.

Só que você não apela para isso.

Mesmo que use técnicas de gatilhos mentais, o texto fica menos denso e mais leve.

Da redação

Add Comment