Guia Hong Kong: Acomodação e custo de vida em Hong Kong (apartamentos simples, albergues, dicas)

Bom dia, tudo bem?

Estou buscando mais informações sobre aluguel e custo de vida, em geral, em Hong Kong. Para alugar um apartamento simples, quando custa, em media, por mês? Você conhece algum alojamento para estudantes? Farei um estágio durante 3 meses em Hong Kong. Obrigada pela ajuda!

Abraços,
Vanessa

Aproveitando que a Vanessa enviou uma pergunta pelo meu Facebook, vou responder pra todo mundo que segue o Nomadan.org! Vou chamar isso de mini guia Hong Kong!

Leitura recomendada: 5 Coisas Negativas Que Deve Saber Antes de Viajar a Hong Kong

Acomodação

Eu procuro sempre gastar o mínimo possível em minhas viagens. Isso é a mentalidade de empreendedor, pois o dinheiro que economizo com supérfluo, posso investir em pessoas que acreditam nas mesmas coisas que acredito e que querem andar junto comigo. É assim que penso!

Por isso estou na acomodação mais barata de toda Hong Kong! E sei disso pois em Dezembro de 2010 quando vim pra cá pela primeira vez fiz uma extensa busca na internet em diversos fóruns e principalmente no Hostelworld, site que já usei muito para reservar quartos em hotéis simples e camas em albergues (hostels).

Estou no Kung Fu Hostel (3F) no Mirador Mansion (Tsim Sha Tsui, Kowloon), que consiste de outros 3 albergues, o Garden Hostel, SeaView Hostel e Taiwan Hostel. Sam Lau, que é mestre de fung fu estilo wing chu e seu filho Max são gente boa. Porém leve em consideração que é extremamente simples, considerado por alguns padrões até precário. Mas é o mais barato que encontrei: o quarto coletivo é HKD 70,00 por dia pagando uma semana adiantado, e o privado varia de HKD 150,00 a 250,00.

Mas aconselho procurar outras opções no Hostelworld. Ouvi dizer que o YMCA parece ser bom.

Atenção que nessa região onde estou muitos estrangeiros ficam no térreo dos prédios oferecendo relógio, terno, guest-house, sogra (rs). Se chegar com mochila ou mala, irão atacar nas perguntas. É só ignorar e caso fique na dúvida do lugar para onde vai, pergunte para diversas pessoas. Nas lojas geralmente é mais tranquilo.

Agora outra dica quente seria o recém serviço Airbnb. Um serviço onde indivíduos e famílias podem listar para aluguel diário, semanal ou as vezes até mensal o(s) quarto(s) de suas respectivas casas, apartamentos ou qualquer outro tipo de acomodação que possam oferecer. O interessante do serviço é com certeza a proximidade com uma família local e o preço, que geralmente é muito mais barato que quartos em hotéis.

Perguntei para o Max aqui do Hostel e ele me contou que a região de Jordan é onde tem apartamentos simples e relativamente baratos. Mas talvez seja interessante morar perto do local onde fará seus estudos. Se for por exemplo uma universidade, com certeza perto terá república estudantil.

Não posso deixar também de citar o Couchsurfing. Além da possibilidade de conseguir acomodação gratuita por alguns dias, você tem o grupo interno no próprio site onde pode marcar diversas atividades com outros viajantes e principalmente os moradores. Com um sistema de referências o site consegue passar um nível altamente aceitável de segurança. Eu particularmente já hospedei mais de 20 pessoas em vários meses e fiquei mais de 160 dias em em tantos ‘sofás’ diferentes que perdi as contas.

Custo de vida em Hong Kong

Com certeza é um dos lugares mais caros para viver em toda Asia. Fica “pau a pau” com Cingapura.

Vamos a alguns custos atualizados:

  • 500ml garrafa de água = HKD6,00 média R$1,60
  • Miojo com recipiente já = HKD9,50 média
  • Pães com recheio no 7-eleven (uma das maiores lojas de conveniência da Asia): média HKD$5,00 (R$1,30)
  • Café da manhã completo no shopping fancy com ótima vista: HKD130,00 média R$33,00
  • Lata coca-cola = HKD6,00 média R$1,60
  • Combo Big MC = HKD21,00 média R$5,60
  • Os valores acima são apenas uma média levando em consideração a data de publicação do post: 23 de Abril de 2013.

Internet, 3g

Você encontra Wireless por todo canto. Basta comprar um chip de qualquer operadora e ativar o 3g e as próprias empresas de telecom oferecem spots de wireless por toda a cidade. Como não comprei um chip aqui não posso opinar qual seria a melhor opção para você.

O governo local, com uma iniciativa fantástica, liberou acesso a internet em diversos pontos turísticos e úteis da cidade, como bibliotecas, centros de esportes, mercados, museus e prédios públicos.

Dicas legais e curiosidades

  • Há diversos espaços budistas na cidade que você pode chegar para socializar, pegar material didático de graça e inclusive almoçar, também na faixa!
  • É possível carregar a bicicleta nos metros. E nos ônibus pode ser as dobráveis.
  • Não ligue para a rispidez dos chineses em geral. Parecem mal educados mas são legais.

Compras em Hong Kong

Sendo parte da China, Hong Kong ganha também a fama galaxial de ser um dos lugares com menores preços em eletrônicos e muitos outros produtos. Para comprar bem aconselho o seguinte:

  • Pesquise antes na internet as marcas, funcionalidades e possíveis maneiras de ver se o produto é falso;
  • Saiba o preço mínimo que é cobrado no mercado americano através de sites de comparação;
  • “Quando a esmola é demais o santo desconfia”, então se o preço for mais baixo que nos EUA, desconfie;
  • Tenha a decisão muito firme daquilo que vai comprar, seja uma câmera fotográfica ou um HD externo, pois o poder de persuasão dos chineses é altíssimo quando querem empurrar um modelo ultrapassado alegando mil e umas vantagens. No calor do momento é fácil ser enganado, digo isso pois quase fui. Tive que voltar batendo na mesa pra trocar o produto por aquela que queria inicialmente.
  • Não aceite o primeiro preço! “Quem não chora não mama.” Saiba que é sempre possível diminuir de 20% a 50%. Se for na China mesmo em “mercadões de ramos“, a porcentagem de desconto pode chegar a 80% do valor inicial referido.

Bem, basicamente essa é minha singela contribuição. A medida que adquirir mais experiência posso compartilhar mais.

Vanessa e qualquer outro leitor, POR FAVOR, caso possa colaborar com qualquer informação a respeito de Hong Kong, não hesite em enviar abaixo!

Fique a vontade para conectar comigo através das redes sociais.

4 Comments

  1. Vanessa Alessio 25 de abril de 2013
    • Dan 27 de abril de 2013
  2. Richard 8 de agosto de 2013
    • Dan 16 de agosto de 2013

Add Comment