[VÍDEOS] Como é se hospedar na Favela no Rio de Janeiro?

Parece que foi ontem. Estava eu com minha mãe bio em BSB conversando sobre o que poderia fazer quando a Hannah chegasse da Austrália…

Dias antes estava no Rio de Janeiro, nas areias do Leblon, trocando ideias com o Cadu Cassaú do projeto Se Joga, Cara, e ele apontou a Favela do Vidigal no canto e disse ser uma região cheia de acomodações abertas para todo tipo de viajante, principalmente gringos que buscam uma experiência totalmente diferente na capital.

Sinceramente fiquei meio surpreso, não sabia muito dessa história de pacificação muito menos dos lugares incríveis que poderia ficar. Imagina o visual das praias e do mar lá de cima do morro.

Bingo! Vou levar a Hannah pra ficar uns dias na favela! rsrs

Aconteceu que durante a virada do ano estava TUDO lotado ou incrivelmente caro, acredite. Enviei email pra várias mas nada que se encaixasse no meu orçamento, afinal, o plano era ficar pelo menos um mês rodando por vários lugares no Rio…

Então resolvi perguntar para meus contatos se alguém hospedaria a gente no Rio durante a virada e o Daniel Evangelista se prontificou rapidamente. Foi simplesmente fantástico! Ainda mais toda a hospitalidade dele, da esposa e da mãe.

Porém ainda estava com a ideia na cabeça de ficar hospedado na Favela por alguns dias.

Depois de alguns dias com o Daniel, resolvemos alugar um apartamento pelo Airbnb e pasmem, de última hora, quando já estávamos no Metro, a reserva foi cancelada. Felizmente logo na saída o Tiago, meu velho amigo que já tínhamos até hospedado por 2 dias em Amsterdam no ano passado, nos falou do El Misti, que era logo na em frente. Lá ficamos…

Quando voltamos do nosso passeio por Copacabana, naquele mesmo dia, eu decidi olhar algumas acomodações na Favela. Foi então que encontrei Chapéu do Leme, que não é no Vidigal mas sim no Chapéu Mangueira, a comunidade logo acima da praia do Leme e ao lado de outro morro chamado Babilônia.

Não pensei duas vezes e entrei em contato. Prontamente o João me respondeu. Acertamos alguns detalhes e voalá. Era pra ter ficado apenas 2 dias mas mister John nos convidou pra estender a estada. Fizemos 3 vídeos desses dias…

Favela Parte 1

No final desse vídeo, fechamos o dia com chave de ouro: um visual incrível do Bar do Alto no Morro da Babilônia. Vale muito a pena a visita… Quem indicou e encontrou com a gente lá foi uma carioca que conheci na Tailândia e depois fomos pro Laos juntos… a Taiane.

https://www.youtube.com/watch?v=imSMvByfItQ

Favela Parte 2

Depois de uma noite no morro, descemos na padaria mais próxima pra comprar um pão com ovo e café. Voltamos para nosso escritório e depois de publicar uma foto com o visual do lugar um amigo, o Marco, me envia um email que achei engraçado ler… rs. E ao final do dia apreciamos as várias pipas no ar com o deslumbrante pôr do sol.

https://www.youtube.com/watch?v=vkUX9raVVRk

Favela Parte 3

E esse último é um verdadeiro tour nas duas favelas. Da porta de casa até a praia do Leme com direito a um mergulho ao final. Do ponto de moto-taxi até o Bar do Davi para um pitstop. E depois de um rango, uma boa subida pela vielas da Babilônia até a trilha que nos levou à Pedra do Abutre. O visual você confere no vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=1vlhDPcS1-M

Curtiu essas histórias do Rio? Se sim, assine nosso canal para mais aventuras de viagens pelo mundo.

E você como turista, já se hospedou numa favela? Pretende um dia?

Um abraço do Dan, o eterno viajante…
Ame sua viagem!

PS.: Vontade de viajar? Clique aqui e comece logo a planejar! =)

2 Comments

  1. Kedma 22 de julho de 2017
    • Dan Cortazio 5 de agosto de 2017

Add Comment