Relembre quais são os 11 pontos importantes da estrutura do orçamento empresarial

ANÚNCIO

Toda empresa, independentemente do porte, precisa de um orçamento. Até mesmo porque esse controle é importante para reconhecer o lucro ou prejuízo. Agora, como pensar na estrutura do orçamento empresarial? A gente selecionou os principais pontos.

E olha que estamos falando de algo que é vital no dia a dia das empresas, em especial daquelas prestadoras de serviços, dos autônomos, dos empreendedores digitais. Saber receitas e despesas é algo simples, mas que exige cuidados, como vamos descobrir nas próximas linhas.

ANÚNCIO

Para fechar essa introdução de forma bastante clara, considere que esse controle financeiro vai ser decisivo na hora de os gestores terem parâmetros para tomar uma decisão ou outra. E isso, como sabemos, pode mudar tudo. Uma decisão assertiva faz toda a diferença.

Aliás, também é preciso considerar que a criação desse orçamento em algumas empresas menores prevalece a experiência prática. Ou seja, mesmo que esses novos empreendedores não tenham experiência de mercado ou na função, o orçamento pode ser um ponto de apoio.

O que é o orçamento empresarial

Antes ainda de citar a estrutura, considere que saber o que é o orçamento empresarial pode te ajudar na compreensão do texto. Então, pode concluir de forma bastante resumida afirmando que é um método de gerenciar custos, despesas e investimentos em um tempo.

ANÚNCIO

Você pode ter, portanto, um orçamento mensal, um orçamento semestral e um orçamento anual. De modo geral, o que vai mudar se refere às suas metas, que também são variáveis em conformidade com o tempo.

Curiosamente, saiba que em vários textos da internet ou em aplicativos de gestão empresarial, você também poderá encontrar a palavra “budget”. Aqui no nosso texto, ela se encaixa como sendo um orçamento de contas, exatamente o que é o foco desse conteúdo.

A estrutura do orçamento empresarial

Sabendo disso, vamos considerar que alguns pontos devem ser considerados, os quais vamos citar abaixo. Mas, é importante que você, enquanto empreendedor ou gestor, avalie ainda os aspectos característicos do seu negócio.

Então, leve em conta a sua demanda e a sazonalidade dela, além da previsão dos custos, os detalhes, dados e informações que devem constar nesse plano. Uma prestadora de serviço deve considerar, por exemplo, as áreas de suprimentos, pessoas, marketing, comunicação e outras dentro dessa estrutura.

Os pontos importantes

Portanto, temos abaixo os aspectos relevantes que devem ser referenciados de forma obrigatória na elaboração de orçamento empresarial em todas as empresas.

1 – PERFIL – tenha definido o perfil da empresa.

2 – ANÁLISE – faça uma análise do mercado de atuação da empresa.

3 – EXPECTATIVA – descubra sobre as necessidades dos clientes.

4 – SERVIÇOS – tenha a previsão dos serviços que serão realizados.

5 – FERRAMENTAS – conheça as ferramentas tecnológicas que poderão ser usadas.

6 – ACHISMO – aqui temos uma dica valiosa: evite a prática do “achismo” nas contas.

7 – INFORMAÇÕES – para complementar o tópico acima, tenha informações eficientes.

8 – AJUSTES – sempre que necessário, faça os ajustes visando o controle orçamentário.

9 – COMUNICAÇÃO – pouca gente dá atenção: mas tenha meios de comunicação interna.

10 – OBJETIVOS – não se esqueça de que o orçamento deverá estar alinhado aos objetivos.

11 – RESPONSÁVEIS – defina quais serão os responsáveis pelo orçamento empresarial.

Adicionalmente a esses tópicos, considere que o responsável (ou os responsáveis) serão aqueles que vão implementar e analisar todo o orçamento. Isso inclui também as revisões, controles de tempos em tempos e até mesmo as mudanças futuras.

A prática do orçamento na empresa

Considerando tudo o que já falamos acima e todo resumo dos pontos mais importantes para ter um controle eficiente do orçamento da sua empresa, o que precisamos concluir agora é sobre por que isso é, realmente, necessário.

Afinal, tem gente que está só começando. Outras pessoas já empreendem sem dificuldades com as contas a pagar. E tem até os mais experientes, que já passaram por maus bocados e aprenderam com os erros.

No entanto, nem sempre parece estar claro para a gente as principais motivações que temos para criar e pensar nessa estrutura do orçamento empresarial como item determinante no sucesso do negócio, não é verdade?

Logo, temos que considerar as vantagens dessa prática.

As vantagens do orçamento na empresa

E a gente poderia criar outro conteúdo ou até mais tópicos para falar sobre as vantagens – até mesmo porque você vai querer saber isso agora que sabe como estrutura do orçamento empresarial. Só que como a ideia é sintetizar a conversa, vamos resumir o que é de fato vantajoso nesse controle.

Primeiro, podemos falar da participação, integração e até mesmo do comprometimento de várias pessoas dentro da empresa. Isso permite que um gestor saiba de um resultado final, assim como um técnico e um diretor, por exemplo.

Outra coisa é que se cria uma definição ou uma expectativa do que a empresa esperar alcançar nos próximos meses ou anos. E também temos uma gestão dos recursos que serão necessários para que tal meta seja alcançada.

Sem contar no que já falamos no início do texto: esse controle permite um melhor e mais efetivo embasamento para a tomada de decisões dos líderes. A partir de uma simples gestão do fluxo de caixa, precificação de serviços, simulações.

Leia também – saiba como escolher uma tecnologia de gestão financeira

A gente aprendeu a montar a estrutura do orçamento empresarial. No entanto, ainda não comentamos sobre as tecnologias que existem no mercado para auxiliar o empreendedor e a empresa nessa área.

estrutura do orçamento empresarial

Mas, para não alongar o conteúdo, vamos deixar aqui a indicação de um texto que é bem recente e fala exatamente sobre “como escolher a melhor plataforma de gestão de recursos financeiros para empresas”.

Parece um texto comercial, mas não é. De fato, a gente mostra o que é preciso analisar quando você for investir nesse tipo de tecnologia.

ANÚNCIO