As 5 estratégias de marketing na pandemia que mais se tornaram importantes

A pandemia atual, do coronavírus e que aconteceu no mundo todo, trouxe muita tristeza. Porém, sempre podemos tirar algumas lições desses momentos infelizes. Hoje, vamos falar sobre as estratégias de marketing na pandemia que se tornaram mais importantes para quem trabalha na internet.

E vamos combinar uma coisa: quando a gente fala em vendas online ou marketing digital, o assunto se estende para o mundo todo. Mas, no caso do Brasil, a gente sempre acaba passando por uma crise ou outra. Isso quer dizer que essas estratégias vão acabar sendo ainda mais importantes no futuro.

Note que isso não é uma leitura do futuro. Porém, de fato, estamos falando de mecanismos e tecnologias que fazem todo sentido para os dias de hoje. E, sim, ao que tudo indica, elas vão continuar existindo, e sendo importantes, nas próximas décadas também. Então, se você quer investir em marketing, deveria ler esse texto agora mesmo.

1 – As técnicas SEO

Tem como a gente dizer que estar bem posicionado no Google não é uma boa ideia? Jamais. Isso sempre vai fazer a diferença. E essa pandemia só mostrou como essa ferramenta é importante. Afinal, com mais gente em casa, mais pesquisas no Google foram feitas.

E, logo, quem estava lá no topo do Google acabou sendo visto. Muito mais visto, se é que podemos falar assim. Hoje, as técnicas SEO são adotadas por quase 70% das empresas brasileiras que investem em marketing digital. Seja para gerar leads ou trazer reconhecimento para a marca.

Só para terminarmos esse tópico, considere que uma pesquisa da Search Engine Jounal mostrou que 60% de todos os cliques das pesquisas vão para os 3 primeiros resultados da página. Entendeu a importância de estar no topo da página, entre os 3 primeiros?

2 – As redes sociais

E a gente nem precisaria desse momento para falar sobre essa, que é uma das principais estratégias de marketing na pandemia e fora da pandemia também: as redes sociais. E a gente pode citar nomes como Instagram e Facebook para resumir tudo isso. Além do novato TikTok.

Bem, o fato é que se acredita muito que as redes sociais vão continuar existindo por longo tempo. O que se sabe também é que elas vão se adaptar aos novos modos de consumo e que novas redes vão surgir a cada tempo.

Aqui temos outro dado bem legal: no primeiro mês da pandemia, a gente teve um aumento do uso das redes sociais e da taxa de engajamento de mais de 60%. Resumidamente, com mais gente em casa, mais as redes sociais foram acessadas.

3 – Os conteúdos em vídeo

Agora sim temos uma novidade. Na verdade, os vídeos são tendências há alguns anos. Mas, com o lance do TikTok, ele se tornou ainda mais popular. E isso vem desde o Youtube, ok? Então, não é uma coisa tão nova assim. Mas, dá para pensar como tendência, sem dúvidas.

O que queremos dizer, de uma vez por todas, é que a gente vive em um mundo de imagens. Por exemplo, na hora de comprar online, a imagem vale muito. Agora, quando falamos em vídeos bem produzidos, isso eleva a vantagem da imagem. Entende?

Outra pesquisa, agora do Provokers: o consumo de vídeo na web cresceu mais de 165% no nosso país nos últimos anos. Enquanto isso, a programação da TV cresceu também, mas foi de apenas 24%. Então, a gente tem que estar na internet. Aliás, nós estamos na internet, mais que na TV, de fato.

4 – O marketing de relacionamento

Outra das estratégias de marketing na pandemia, que foram ainda mais importantes do que já eram, tem a ver com o marketing de relacionamento. E isso é bem simples de ser explicado e entendido: é a forma com que as empresas se relacionamento com os clientes pela internet.

Para se ter uma ideia, hoje em dia fala-se muito em experiência do usuário. Como assim? O usuário quer ter uma experiência de compra completa e eficiente. Por isso, não basta (hoje em dia não) ter apenas o menor preço. É preciso ter o “pacote completo”.

Como assim? O cliente quer ter uma boa experiência na hora de pesquisar o produto, de ver fotos, de saber tamanhos, com preços justos, possibilidades de pagamento, informações claras, formas de envio, opções de cores e feedbacks. Tudo! Inclusive, o pós-venda é importante.

5 – O orçamento acessível

E, para fechar, talvez esse seja o ponto mais legal, que tem a ver com o orçamento para as investir em marketing. O que acontece é que a internet colocou lado a lado as grandes e as pequenas marcas, lojas, estabelecimentos.

Veja quais são as 7 melhores estratégias de marketing para 2020

Então, a gente não tem um espaço único só para quem tem dinheiro. Na verdade, toda pequena empresa consegue investir na internet sem ter que gastar muito. E, como vimos no tópico 1, muitas vezes dá até para fazer isso de graça, gratuitamente.

E você, o que aprendeu?

estratégias de marketing na pandemia

Incrível, não é mesmo? Dessa forma, a gente fecha o texto e deixamos aqui uma reflexão para você: o que você aprendeu nessa pandemia? O que você acha do marketing digital? O quanto você tem investido nele? Pense nisso porque estamos falando de algo acessível e simples.