Seu manual de marketing de 2021 precisa ser revisado novamente

O CMO da Acoustic Norman Guadagno explica por que não há problema em reimaginar seu manual de marketing para 2021 (mesmo aquele que você acabou de concluir na semana passada).

De uma perspectiva pessoal, aprendi novamente sobre o poder da paciência e a santidade do lar e da família. Como profissional de marketing, fui forçado a girar incessantemente, reavaliar estratégias e táticas regularmente e reconsiderar seriamente como liderar equipes e me preparar para o futuro.

Em suma, continuei pegando meus manuais favoritos e fazendo algumas combinações de revisar, rejeitar e inventar quase que semanalmente. Mesmo quando eu sentia que já sabia o que fazer em seguida, novos dados e novas percepções surgiram para consideração.

Planejamento de Marketing Digital para 2018, quais estratégias utilizar? -  Hubify | Marketing Digital de Performance
Foto: (reprodução/internet)

O conselho que ofereci em abril já parece ingênuo e desatualizado, e o conselho que recebi na semana passada me fez desistir de planos já em andamento.

Vamos examinar as coisas que acho que precisam ser consideradas enquanto revisamos nossos planos para 2021 novamente.

Leia mais: Quatro previsões de marketing para 2021

Não é “trabalho em casa”, é “trabalho”

Muito tem sido escrito sobre a mudança massiva para o trabalho remoto, especialmente para a classe profissional, e o crescimento em soluções de videoconferência como Zoom e Microsoft Teams é realmente surpreendente.

Empresas de todos os tamanhos estão mudando sua abordagem para o futuro espaço de escritório, funcionários remotos e expectativas em relação à interação pessoal. Muitas dessas mudanças terão um impacto duradouro e, como profissionais de marketing, precisamos considerar nossa abordagem em todos os níveis (talvez a publicidade de elevador não seja mais uma ótima ideia?) E em todos os pontos de contato.

Mas acho que há uma visão mais matizada a se considerar aqui. Lembre-se de quando as pessoas ainda iam às academias e como os usuários regulares temiam janeiro e fevereiro e todos os “atletas de resolução” apareciam para monopolizar as esteiras e bater os pesos no chão.

Quando março chegou, uns bons 80% ou mais dessas pessoas simplesmente pareciam desaparecer – talvez eles tivessem se recuperado ou apenas desistido – e a academia voltou ao normal.

Número de empresas com home office deve crescer 30% após pandemia
Foto: (reprodução/internet)

Agora, considerando a lição de psicologia humana e comportamento que isso proporciona, todos nós pensamos que todos os que são forçados a trabalhar em casa agora ficarão lá, mesmo quando pudermos escolher? Talvez, ou talvez, eles desejem o ambiente de escritório que conheceram durante a maior parte de sua vida profissional (excluiremos as pessoas que estão entrando no mercado de trabalho desta discussão).

À medida que esse pêndulo oscila ao longo de 2021, as equipes de marketing vão querer prestar atenção aos padrões de migração de trabalhadores remotos para o escritório e considerar como moldar mensagens e ofertas que se alinhem com as oscilações.

As pessoas pensarão muito sobre onde gastam seu tempo, tanto para trabalho quanto para lazer, e um marketing que reconheça essa realidade e englobe um senso genuíno de lugar será fundamental.

Para os profissionais de marketing B2B, o retorno aos escritórios também pode ser um tema, se tratado com respeito. Para alguns trabalhadores, eles ficarão felizes em estar de volta às suas mesas, entre colegas de trabalho, no meio do trabalho de escritório. Para outros, a transição pode ser um pouco difícil.

Como as equipes de marketing podem lançar campanhas ponderadas que atingem esses sentimentos relevantes e se alinham com o estado de espírito de seus clientes? Considere algo tão simples como adicionar a capacidade dos clientes em potencial de informá-lo sobre o tipo de situação de trabalho que eles têm – por exemplo, no escritório, em casa, híbrido, etc. – para que você possa se conectar com eles da maneira mais adequada possível.

Veja também: Com tendência do home office, Sebrae explica 10 conceitos-chaves do marketing digital

A barra virtual é muito mais alta

Como parte do ciclo de reinvenção interminável de eventos virtuais durante o ano passado, com ênfase crescente na criação de experiências que envolvam totalmente as pessoas, alguns podem pensar que 2021 é apenas executar mais do mesmo. Embora isso possa ser geralmente verdade, acredito que há espaço para algum investimento sério em tornar os eventos online ainda melhores.

Considere 2020 como o ano em que jogamos todas as ideias que podíamos contra a parede para ver o que pegou. Degustação de vinho e cerveja? Participações especiais de celebridades? Interlúdios musicais? Breakouts, questionários e caça ao tesouro? Você escolhe, nós tentamos. Talvez a ponto de perdermos de vista o que realmente estávamos tentando alcançar.

Agora, dê um passo para trás, revise tudo o que aprendeu ao longo do ano: nos eventos que você organizou e nos que participou, nas melhores práticas publicadas e no feedback contínuo dos clientes. Avalie o que parece realmente envolver as pessoas e o que parece ser melhor na ideia do que na execução.

Ideia X
Foto: (reprodução/internet)

Todas aquelas degustações de vinhos e coquetéis ajudaram seus objetivos de negócios? Você precisa de um webcast por semana ou por mês? Que tal a série infinita de novos podcasts que criamos para preencher o apetite voraz por conteúdo que também criamos?

O futuro dos eventos online está à espera de ser escrito e 2021 é realmente quando seremos capazes de encontrar as estratégias que funcionam melhor.

Comece a planejar para 2022

Mesmo considerando todas as mudanças necessárias para 2021, não é muito cedo para pensar em 2022. Se 2020 foi um caos e 21 é sobre um retorno a algum tipo de nova estabilidade, então 22 pode muito bem ser um ano de grande oportunidade de crescimento.

À medida que as condições macroeconômicas (esperançosamente) se estabilizam e as empresas voltam a investir, o mercado B2B pode se inflamar de maneira diferente de tudo o que vimos em uma década ou mais. Use 2021 para ficar de olho no longo prazo e se preparar para se destacar e ganhar muito.

Traduzido e adaptado por equipe Nomadan

Fonte: Clickz