Veja como diversificar as operações da sua franquia com esses 4 exemplos

ANÚNCIO

Atualmente, muitos empreendedores pensam em criar franquias como negócio lucrativo. Isso faz todo sentido. E chega em uma fase do projeto onde é possível, até mesmo, diversificar as operações da sua franquia. Mas, você sabe como fazer isso? A gente sabe.

E encontramos as respostas em 4 modelos de franquias que já existem e estão justamente nessa fase: de sair de um único CEP e ir para locais mais longes, com possibilidade de novos negócios, novas vendas e novas unidades.

ANÚNCIO

Nas próximas linhas a gente vai falar de marcas como Morana, Rockfeller, Yes e Seda. Se você não as conhece ainda, talvez esse seja o momento certo para isso. Continue lendo e comece a pensar nessa ideia de expandir a sua marca através da diversificação das operações.

Os 4 exemplos de franquias

As franquias que estão listadas abaixo cederam entrevistas e informações para a Revista Gestão e Negócios, na edição 130. Portanto, todo material foi publicado livremente. A nossa equipe de redação fez apenas algumas adaptações para a melhor compreensão sobre cada uma delas. Confira 4 exemplos de franquias de sucesso que vão diversificar as operações.

1 – MORANA

A Morana atua no segmento de joias e acessórios. A informação importante aqui é que desde 2002 ela tem procurado diversas formas de diversificar as suas operações. Ao passo que prevê a instalação de uma unidade no Rio de Janeiro no curto prazo de tempo.

ANÚNCIO

Quem fala sobre isso é Márcia Ucha. Ela diz que essa é uma tendência normal em todo mercado de franquias. Sendo assim, ela faz uma análise sobre as expectativas de cada franqueado da marca Morana. Confira um trecho do que ela comentou:

“Muitas vezes, candidatos de cidades maiores vêm com uma expectativa de faturamento e lucratividade muito maior do que o custo que a cidade (principalmente relacionado à locação e quadro de colaboradores) pode oferecer”.

Logo, ela dá uma dica para o pequeno empreendedor: “Já quem vem de municípios menores acabam, muitas vezes, se surpreendendo com o resultado em função do menor custo operacional”, detalha.

Sobre a Morana

Ela foi fundada em 2002 e atualmente tem 2 unidades próprias, além de mais de 275 franqueados. O investimento inicial que exige do empreendedor é de R$ 230 mil, pelo menos. A taxa de franquia é de R$ 40 mil e o capital de giro é de R$ 30 mil.

Para os interessados, dá para entrar em contato através do e-mail (marcia.ucha@grupoornatus.com).

2 – ROCKFELLER LANGUAGE CENTER

Já a Rockfeller, que é outra das empresas que é um exemplo para quem quer diversificar as operações da sua franquia, foi fundada 2 anos depois da Morana, em 2004. E o foco estava em atender a um segmento que sempre tem grande procura, o de educação de idiomas.

Com isso, hoje a empresa tem mais de 60 franqueados espalhados além do famoso eixo Rio-São Paulo. Quem fala sobre ela é André Belz. O especialista diz que a procura pelos cursos de idiomas é uma tendência e isso é o que motivou a diversificação.

“Temos uma unidade em uma cidade de 18 mil habitantes em Santa Catarina e que vai muito bem. O franqueado já está abrindo uma segunda unidade em uma cidade vizinha com 30 mil habitantes”, cita.

Sobre a Rockfeller

Fundada em 2004, a Rockfeller se tornou franquia em 2008 e tem mais de 60 franqueadas atualmente. O investimento inicial é de R$ 100 mil com uma taxa de franquia de R$ 15 mil. O capital de giro deverá ser de R$ 20 mil, pelo menos.

Para os interessados, o e-mail para contato é o expansao1@rockfellerbrasil.com.br.

3 – YES

Essa é uma marca mais antiga, de 1972. Porém, entrou no mercado do franchising há pouco mais de 10 anos. Hoje, está atendendo como uma das escolas de idiomas mais presentes em toda região do país. Mas, é forte mesmo no Centro-Oeste.

Assim, o que os responsáveis pela marca falam é que a ideia é se expandir para o Nordeste, em cidades grandes, como Salvador, Recife, São Luiz. Atualmente, está sediada no Rio de Janeiro.

Sobre a Yes

A Yes foi fundada em 1972 e há 13 anos é uma rede de franquias. Atualmente, tem 10 unidades próprias com mais de 170 franqueadas. O investimento inicial é de R$ 96 mil com uma taxa que parte dos R$ 12 mil. O capital de giro é de a partir R$ 18 mil.

Se você gostou e quer saber mais da Yes pode mandar uma mensagem eletrônica para franqueadora@yes.com.br.

4 – SEDA INTERCÂMBIOS

A última dica, ou melhor o último exemplo para quem quer diversificar as operações da sua franquia vem com a Seda. Ela foi criada em 2014, sendo uma agência de intercâmbios que tem uma escola em Dublin, na Irlanda.

Logo, já levou mais de 5 mil estudantes para estudar lá fora. Hoje, além da unidade na capital paulista, tem também uma em Sorocaba (SP).

Helicon Alvares é o responsável que falou por ela para a Revista. Ele afirma que mesmo com um investimento alto, o empreendedor poderá ter oportunidades em cidades menores. E isso acontece através do modelo mobile, em que o franqueado pode trabalhar de casa.

“Neste modelo, o investimento é de R$ 7,5 mil e permite ao franqueado trabalhar de casa e até conciliar a atividade com um emprego fixo, graças à tecnologia”, explica.

diversificar as operações da sua franquia

Sobre a Seda

Fundada em 2014, se tornou franquia em 2019 e hoje tem 2 unidades próprias, além de 2 franqueadas. O capital inicial parte de R$ 7,5 mil no modelo mais enxuto. Sendo que o capital de giro é a partir de R$ 500. Para mais contatos: expansão@sedaintercambios.com.br.

Bônus – conheça 5 franquias baratas e lucrativas

Recentemente, publicamos aqui no blog uma matéria que fez muito sucesso e fala sobre 5 franquias baratas e lucrativas para quem ainda não tem esse investimento, mas gostaria de fazê-lo. O que prova que com pouco dinheiro para se tornar empreendedor.

Na lista, temos escolas de idiomas a partir de R$ 9,5 mil, agência de atendimentos na área de saúde com investimento que parte dos R$ 25 mil e uma franquia de publicidade em sacos de pão com capital que parte dos R$ 10 mil. Além de outras. Conheça todas.

ANÚNCIO