Criatividade inteligente: combinação de inteligência humana e de máquina

O modelo de agência automatizado incorpora uma combinação de inteligência humana e de máquina, criando o que a Forrester chama de criatividade inteligente.

De acordo com um relatório recente da Forrester, as agências de criação e mídia estão prestes a perder 11% dos empregos para a automação em 2023 e 2032, respectivamente.

A composição das agências está mudando. Departamentos financeiros menores, menos suporte administrativo e uma redução na produção e trabalhos criativos – o núcleo da agência – estão todos sendo impactados pela automação.

Nem tudo são más notícias. Isso sugere que a demanda por agências não está diminuindo, mas a maneira como as agências são capazes de oferecer valor aos seus clientes está mudando.

Saiba mais: Tecnologia de marketing: habilidades humanas se tornam ainda mais valiosas em 2020

Inteligência humana + máquina = o novo modelo criativo

A Forrester conclui que a equipe criativa perfeita deve aproveitar uma combinação da engenhosidade humana e da máquina, um processo que eles chamam de “criatividade inteligente”. 

Os tipos de ferramentas que permitem a criatividade inteligente dependem fortemente de IA, software inteligente e automação para melhorar a criatividade e a produtividade de uma agência.

Bynder é uma plataforma de gerenciamento de ativos digitais (DAM) baseada em nuvem que usa IA para ajudar as empresas a organizar e otimizar ativos criativos.

Criatividade inteligente: combinação de inteligência humana e de máquina
Foto: (reprodução/internet)

Os DAMs facilitam a colaboração entre as equipes de criação, produção e vendas, para que as marcas possam acessar facilmente mídia, gráficos e documentos em equipes distribuídas (algo particularmente útil em um momento em que muitas empresas operam remotamente). 

“As agências se beneficiaram da automação no passado, ainda existe o medo de que a aplicação de mais automação aos processos de marketing substitua os empregos

Mas, se você olhar para a história dos últimos 100 anos, verá um padrão de automação reduzindo custos e aumentando o consumo. E, em alguns casos, é a uma taxa que realmente aumenta o emprego. ”

Leia também: A automação pode liberar humanos para fazer coisas humanas

Agências abraçam a automação com relutância

Em uma pesquisa de 2019 sobre agências digitais da Marketing Land, 72% dos entrevistados foram neutros quando questionados sobre como se sentiam em relação à automação. 

Encontrar talentos é um grande problema. Enquanto 70% dos entrevistados na pesquisa indicaram que estavam contratando, 50% disseram que estavam tendo dificuldade para preencher vagas.

O custo de aquisição e implementação de ferramentas de automação de marketing é outro (enorme) desafio que as agências enfrentam e uma das principais razões pelas quais relutam em embarcar no trem de automação. Sem o talento para gerenciar ferramentas automatizadas, muitas ficam sem uso.

Criatividade inteligente: combinação de inteligência humana e de máquina
Foto: (reprodução/internet)

As ferramentas automatizadas de IA exigem cuidado e alimentação constantes, o que significa que os dados e análises são priorizados (por exemplo, um plano de dados está em vigor e os dados que alimentam essas ferramentas são frequentemente monitorados e atualizados).

As agências que priorizam a automação agora se destacarão entre seus pares e (em última análise) descobrirão que é mais fácil acompanhar as crescentes demandas dos clientes – desde a necessidade de campanhas mais direcionadas e personalizadas até a necessidade crescente de produzir oportunas, relevantes e conteúdo de qualidade em abundância.

A agilidade da automação

O relatório da Forrester enfatiza a importância da criatividade inteligente como forma de as agências se recuperarem de uma perda de negócios devido à pandemia. Quando a automação é priorizada como principal da agência, ela se torna uma ferramenta para aprimorar, em vez de substituir, as capacidades da agência.

As marcas já estão fazendo isso. Bynder tem visto seus clientes alcançarem um tremendo sucesso combinando automação com engenhosidade humana.

Criatividade inteligente: combinação de inteligência humana e de máquina
Foto: (reprodução/internet)

Acelerar a automação dentro da agência é a melhor (e possivelmente a única) maneira de as agências permanecerem relevantes à medida que avançamos para 2021 e além. A necessidade de agilidade, flexibilidade e escalabilidade ao trabalhar com menos recursos exige automação.

Não se trata de abandonar a criatividade em favor da tecnologia. É sobre abraçar ambos. As agências que aceleram a automação e a integram a suas ofertas existentes têm a melhor oportunidade de prosperar.

Veja também: 5 tendências de marketing de conteúdo para manter em mente para 2021

Traduzido e adaptado por equipe Nomadan

Fonte: Clickz