5 características essenciais para o Conteúdo de Qualidade

Todo mundo que está inserido no mercado do marketing digital já ouviu falar sobre conteúdo de qualidade – afinal, é a partir dele que se torna possível criar propriedade e credibilidade em um mundo digital tão competitivo.

E o que vamos compartilhar aqui é algo totalmente relevante para quem está buscando maneiras de criar um conteúdo de qualidade, ou seja, um conteúdo que faça a diferença na vida das pessoas.

E, depois que reconhecer essas características essenciais para você escrever melhor, você vai estar mais apto a criar a sua estratégia de marketing conteúdo.

1 – Responsável pelo Conteúdo

Muito mais do que uma característica, esse 1º ponto é para trazer a tona uma realidade que fica escondida no mercado digital.

– É preciso ter alguém responsável pelo seu conteúdo de qualidade.

No marketing de conteúdo você vai precisar ter alguém no comando da sua estratégia, alguém que pense e execute todo o sue conteúdo.

E essa pessoa tem que ser alguém que vai estar totalmente focada na estratégia, pensando várias coisas, como:

  • As suas personas,
  • Os seus objetivos do conteúdo,
  • O conteúdo a ser criado,
  • As fases para cada conteúdo,
  • O funil de conversão em destaque,
  • A conversão das pessoas,
  • Os assinantes dos conteúdos.

E isso tudo porque nem falamos ainda das métricas, que precisam ser operadas e analisadas de forma totalmente consistente.

Vamos falar mais sobre as métricas no decorrer do conteúdo, continue lendo!

Ah, tudo isso aí e muito mais é importante para se criar um conteúdo de qualidade porque o responsável também vai precisar interagir com a equipe de venda e fazer com que os seus clientes potenciais se tornem clientes.

2 – Publicação do Conteúdo

Acabamos de falar sobre ter alguém para ficar responsável pelo seu conteúdo a ser gerado, certo?

Mas, só isso não vai ser suficiente!

Considere que para ter sucesso no seu marketing de conteúdo, você terá que realmente fazer a publicação desses conteúdos – que devem ser de qualidade!

– Não adianta você desenvolver um post aqui, outro post ali e ir simplesmente jogando todos esses conteúdos no seu blog, sem que isso tenha um planejamento por trás, um objetivo a ser cumprido.

Já vamos falar um pouco mais sobre a métrica, sobre como saber os resultados, como gerir tudo isso…

Mas, para esse momento, considere que se você não publica conteúdos de qualidade com consciência, você está simplesmente tendo um trabalho que não vai gerar resultado.

Então, não esqueça nunca qual é o foco deste artigo: publicar conteúdos com qualidade, que gerem importância para o seu público e faça as vendas aumentarem cada vez mais.

3 – Mapear o seu Conteúdo

Olha, não perca o foco!

Começamos o conteúdo falando sobre a importância de se ter um responsável pelo conteúdo de qualidade e depois citamos o fato de realmente publicar esses conteúdos.

Agora, a dica é sobre você mapear o seu conteúdo.

E o que isso quer dizer?

Que você tem que saber a jornada do seu consumidor, entende isso?

Funil de vendas, conversão… Já ouviu falar disso tudo?

Vamos explicar rapidamente a ideia deste tópico!

Por volta dos anos, o Google começou a se tornar uma entidade onipresente na internet.

O resultado é que todo mundo começou a fazer buscas o tempo todo e isso mudou a forma como os consumidores se relacionam com marcas, produtos e serviços.

O resultado está provado e mostrado hoje!

– Quando você vai comprar alguma coisa, principalmente se for um bem durável, pensa em você como o consumidor pessoa física, você vai pesquisar informação na internet. Não é?

Observe: todo mundo pede informações da internet hoje em dia.

Tecnicamente existe o funil de vendas ou funil de conversão.

Que é um processo que vai desde o momento em que o cliente toma o conhecimento dos produtos até quando ele está filtrando a informação e decide escolher entre um fornecedor ou outro.

Jornada do Cliente

Esse processo é a jornada do consumidor.

Aqui é importante você saber que hoje em dia, ninguém (ou quase ninguém) faz uma compra sem pesquisar…

E aí você já sabe: entra o conteúdo de qualidade!

Dessa forma, para que você tenha um conteúdo de qualidade, você precisa publicar informações especificas para cada uma das fases!

Isso até pode te parecer uma coisa meio doida, de outro mundo!

Só que considere que não á tão difícil assim!

Existem processos e métodos que você pode utilizar para facilitar o desenvolvimento desse conteúdo de qualidade.

Nós mesmos já publicamos vários artigos com dicas para escrever um conteúdo de qualidade cada vez melhor!

E conseguir conversar com a sua audiência de igual para igual – cada vez amis próximo!

E isso pode facilitar com que eles decidam pela sua empresa ao invés dos seus concorrentes, sacou?

4 – Mensurar o Resultado

Outro pronto para ter um conteúdo de qualidade e sucesso nas vendas é mensurar os seus resultados.

Esse é considerado um fator de sucesso fundamental para o marketing de conteúdo funcionar bem!

Já ouviu falar em Retorno de Investimento (ROI) sobre o marketing de conteúdo?

Para fazer isso, você não vai precisar de muito!

Basta utilizar ferramentas de automação de marketing – algumas gratuitas.

Se você só tiver o Google Analytics funcionando, por exemplo, saiba que já terá como mensurar alguns dados.

Isso porque você deve considerar que ele vai de dizer:

  • Quais são os canais de tráfego que você tem,
  • Quais são as páginas que convertem mais,
  • Qual é a taxa de rejeição,
  • Quanto tempo as pessoas consomem o seu conteúdo.

Entre outras informações que são importantes para você saber se está ou não no caminho certo do marketing de conteúdo!

Por outro lado, ele não vai conseguir medir para você individualmente cada cliente, com informações como:

  • Da onde o cliente veio,
  • Quantas visitas ele fez no seu site até fechar negócio com você.

Portanto, existem hoje ferramentas de automação de marketing e isso é fundamental para que você consiga provar o retorno de investimento em marketing de conteúdo.

Ah, e aí tem uma coisa bem legal de se pensar, né: se você está no caminho certo, você deve continuar o que está fazendo…

Mas, se o ROI está ruim, quer dizer que algo tem que ser mudado.

E é assim, mudando o que está ruim, que você vai conseguir chegar ao sucesso do seu negócio mais facilmente.

5 – Estratégias do Marketing de Conteúdo

Deixamos esse tópico por último não porque ele é mais ou menos importante e sim porque vai exigir um espaço maior desse nosso artigo!

A questão a ser estudada aqui é sobre equilibrar as suas estratégias para disseminar o conteúdo para fazer com que o conteúdo chegue até a sua audiência.

Achou muito complicado? Calma, que é mais fácil do que você imagina.

Primeiro, saiba que você tem três formas para fazer isso!

I – Os canais proprietários

Os canais proprietários são aqueles que você tem sobre o seu controle.

Eles realmente são seus e podem ser, por exemplo: o seu site!

E aí, o que acontece? As pessoas entram diretamente nele.

Outro exemplo? A sua lista de e-mails e clientes (mailing list).

São as pessoas que fizeram a assinatura do seu conteúdo e recebem newsletters!

O importante aqui é você considerar que esses canais são seus!

Portanto, é você que determina o que acontece e o que vai acontecer com eles!

E mais importante do que isso: é através dele que você consegue chegar diretamente até o seu público.

II – Os canais orgânicos

Existem vários nomes para definir esses canais e optamos por chama-los de orgânicos.

E você vai entender por que!

Essas são aquelas visitas que você consegue ter por motivos orgânicos – por exemplo: no Google ou nas mídias sociais.

Também dá para pagar por isso, mas estamos falando em buscar orgânicas, ok?

Quando você publica alguma coisa no LinkedIn ou no Facebook, por exemplo, você alcança uma audiência.

E aí as pessoas compartilham o seu conteúdo e também comentam, curtem, falam, respondem, discutem.

Isso é a audiência que você ganha!

Portanto, esses canais não são seus, de propriedade sua, mas você acaba utilizando dessas redes para alcançar os consumidores também.

Sabe aquela Fan Page? Então, não é necessariamente o seu conteúdo, que está ali, tá?

Isso porque o Facebook deixa bem claro que o conteúdo que tem em uma Fan Page é dele, só que por outro lado ele faz referência à sua marca.

Dessa forma, esse não é um canal proprietário, mas é um canal que você pode ganhar audiência.

Você também vai gostar de ler: 7 Dígitos no Adsense por Ano com Tráfego Orgânico

III – Os canais pagos

A 3ª alternativa é formada por aqueles canais pagos.

É o conteúdo que você vai patrocinar para chegar até as pessoas.

Então, você também vai poder usar os famosos links patrocinados do Google.

Ou também no Facebook, através do Facebook Ads, além de alternativas que tornam possível alcançar uma audiência e construir mais canais proprietários.

Ou seja, assim mais pessoas que vão assinar o seu conteúdo e vão acompanhar aquilo que sua empresa faz.

Leia Também – Trafego Pago ou Orgânico, Qual começar? 

Conteúdo de Qualidade

Bônus: Palavras para Vender

Bom, apenas para recapitular rapidamente este conteúdo, vamos relembrar o que vimos até aqui:

  • Responsável pelo Conteúdo
  • Publicação do Conteúdo
  • Mapear o seu Conteúdo
  • Mensurar o Resultado
  • Estratégias do Marketing de Conteúdo

Então, tudo isso vai ser muito importante para se construir campanhas com conteúdo de qualidade para os seus produtos, tá bom?

Agora, para finalizar tudo o que falamos temos uma dica bônus.

O fato é que muita gente começa a fazer conteúdo simplesmente porque acha que a ideia é muito legal.

Mas, não é apenas isto! Claro que não!

O Seth Godin é um dos autores mais famosos nessa área.

Ele costuma falar que o marketing de conteúdo é a última estratégia de marketing que sobrou – e que funciona.

Ele diz que os profissionais de marketing estressaram tanto todas as estratégias, apertaram tanto as pessoas, forçaram tanto a barra, que hoje em dia nada mais funciona se o conteúdo não for bom.

Abaixo temos algumas palavras que você pode usar para ter um conteúdo de qualidade e, ao mesmo tempo, conseguir vender mais. Leia!

Palavras de impacto para vender mais

Não vamos nos aprofundar muito nesta parte do texto porque já fizemos em outro artigo recente, que recebeu o título de “12 palavras impactantes para vender na internet”.

Relembre!

O ideal é que você tenha na boca a solução para os problemas de seu freguês.

Para que ele se convença de que o que está comprando vai solucionar suas dores.

Com a palavra, você vai conseguir transmitir qual é o seu diferencial, as características disso, o custo-benefício, as vantagens…

E é por isso que as expressões de impacto são fundamentais na hora das vendas.

Neste texto publicado anteriormente no blog você saberá quais são algumas dessas palavras persuasivas em vendas. Vamos relembrá-las?

Você

O vendedor precisa fazer o se cliente se sentir especial.

Nome

O nome do cliente deve ser repetido no decorrer da venda.

Valor

O valor do produto tem que aparecer para o cliente.

E

Para elencar características que podem agregar a qualidade do produto.

Ou

Apresentar outras opções de produto e aumentar as chances do cliente comprar.

Imagine

Aponta a solução que o produto poder trazer.

Contato

Apresente o produto fisicamente para ele se sentir à vontade.

Porque

Para mostrar o porquê de determinado produto ser adquirido.

Faço

O que você pode fazer para o cliente para facilitar a compra do cliente.

Podemos fazer desta forma

Dê ao cliente a chance de saber como.

Consenso

O negócio deve ser bom para todas as partes.

Oportunidade

Apresente a oportunidade de o cliente resolver o problema.

Leia o artigo completo, e saiba mais.

Da redação

Add Comment