O que você tem que saber hoje sobre como ganhar dinheiro como afiliado

Você ainda tem muitas dúvidas de como ganhar dinheiro como afiliado, não é? Essa é uma ideia muito comum nos novos empreendedores, afinal, o desejo é muito, só que não basta.

Você também tem saber como fazer!

Assim, o 1º passo é conseguir compreender a teoria e depois ter o “feeling” para colocar tudo em prática para, enfim, poder ver os seus melhores resultados.

É aquela história: não adianta ter um bom produto, se não existe um bom marketing digital que o faça tornar atraente para o cliente.

O cara tem um relógio perfeito para quem faz corridas de rua.

Ele marca tudo: tempo, distância, batimentos cardíacos, metas e tem também um geo-localizador (que pode ser usado em caso de roubo).

Só que aí… Ninguém sabe disso. Ou seja, ele não consegue vender uma única unidade.

Consegue entender que vender é realmente uma arte e uma arte que tem que existir?

E ainda assim, também não adianta ter um produto que supra as necessidades das pessoas, e um programa de marketing decente, se você não cria uma relação de afinidade e confiança com o consumidor.

Na maior parte das vezes, as pessoas compram porque confiam na empresa, sabia disso?

Por isso é importante entende o marketing de afiliação para depois saber como ganhar dinheiro como afiliado.

O mercado de afiliados

O afiliado nada mais do que é do que aquele vendedor, que funciona como nos tempos antigos: fazendo a intermediação entre o empreendedor e o consumidor.

O afiliado é um vendedor? Mais ou menos isso.

Mas há muitas diferenças com o vendedor de loja que você conhece – mesmo porque estamos falando de internet né.

Na teoria do marketing digital, no mundo das vendas online, esse vendedor tem uma base de seguidores e passa para eles confiança sobre a eficácia de determinado serviço, de um aparelho ou objeto.

Vamos imaginar a prática das empresas de bebida, que disputam entre si o circuito de bases de uma determinada cidade, sabe?

Nesses casos, os estabelecimentos se tornam vendedores exclusivos de cada tipo de bebida.

Já viu isso, não é?

O mercado de afiliados funciona de forma parecida.

E depois, esses vendedores aparecem com aquelas geladeiras personalizadas, com o toldo todo bonitão com o nome da marca e do nome do bar…

Enfim, para você entender a relação, compreenda que o marketing de afiliado promove o produto! Esse é o ponto base.

E, certamente, ele traz muitas formas de ganhar dinheiro (daqui a pouco vamos responder como ganhar dinheiro como afiliado).

No entanto, isso também demanda investimento, dedicação, disciplina, determinação e muito foco.

E para encurtar o assunto, mas não deixar de lado o mercado de afiliados como tendência do marketing digital, veja o vídeo abaixo:

Os influenciadores

Uma mão lava a outra, como já dizia aquela musiquinha do Castelo Rá-Tim-Bum, da TV Cultura. Se você tem entre 25 e 30 anos deve se lembrar disso.

O fato é que uma boa estratégia de marketing conta com os influenciadores, que fazem a massificação dos produtos através de terceiros.

Isso, claro, além das ações de publicidade que passa por vários caminhos.

O sucesso de Youtubers, Instagrammers, blogueiros já provoca um grande reboliço na construção de relação entre as marcas e os consumidores.

Se a gente falar em Havaianas, de quem você lembra? Ou da Letícia Spiller que fez há algum tempo várias propagandas para a marca ou da Isis Valverde que é a atual celebridade.

Elas são pessoas famosas, artistas de televisão e que influenciam a opinião de muitas pessoas.

Mas, nesse caso, estamos falando da televisão, que é um meio tradicional de comunicação.

Se levarmos isso para o mundo digital, então, teremos outros nomes (você conhece o Whindersson Nunes, não conhece)?

Bom, vamos comprovar isso: a empresa de marketing norte-americana ODM Group aponta que 70% dos consumidores ouvidos em uma pesquisa afirmam que utilizam as redes sociais para tomar uma decisão na hora da compra.

E pensar que os principais influenciadores brasileiros batem a marca de milhões de pessoas em suas redes sociais…

Mas, como ganhar dinheiro como afiliado: “Preciso ser o Whindersson Nunes”?

Bom, na verdade, não é preciso ser um Whindersson Nunes para você ter condições reais de entender como ganhar dinheiro como afiliado.

Você pode fazer isso de outros jeitos.

Aqui é o cerne da informação que queríamos passar nesse conteúdo, portanto, preste muita atenção nisso:

É preciso ter, pelo menos, um nicho de mercado muito bem definido.

Por exemplo, o afiliado pode ter um número de seguidores modesto em seu meio de comunicação (Youtube, blog ou perfil no Instagram), porém, esse público é fiel.

Agora, entende que nem sempre o número é importante e sim a fidelidade desse público?

Isso já é o suficiente para você que quer saber como ganhar dinheiro como afiliado.

Como criar um nicho de mercado rentável [4 passos]

Ter um nicho de mercado e, a partir disso, fidelizar seus seguidos!

Afinal, nem sempre a personalidade com mais seguidores é a ideal para determinada marca.

Como gostamos de mostrar tudo na prática, vamos a outro exemplo: com a marca Amazon.

Essa é uma das empresas que mais usa o marketing por afiliação para divulgar os produtos que vende. E você já deve ter notado isso.

Além de ser um dos maiores afiliados do mundo, já que ela utiliza a sua marca consolidada para vender os produtos de terceiros, ela também oferece contrapartidas para quem ajuda divulgar a marca Amazon!

Isso a torna ainda mais conhecida.

Como ser um afiliado?

Bom, essa parte do texto é totalmente introdutória para quem está começando no marketing digital.

Então, se você já um afiliado ou já sabe como o processo funciona, pode ir para o tópico abaixo.

Agora, se você quer ver como é um passo bem simples para ser afiliado, continue lendo.

Garantimos que essa explicação é bem rápida – e você não vai se arrepender de ler.

Existem diversos programas de afiliados, sendo que você pode escolher o que se encaixa melhor em seu perfil e no seu público.

Aqui, voltamos a falar do nicho de mercado.

Para conhecê-los, uma pesquisa da internet é o suficiente, já que te dá chances de encontrar diversas oportunidades e filtrar as que melhor se adapta a você.

A partir daí, existem seis CATEGORIAS DE AFILIADOS QUE VÃO FAZER VOCÊ GANHAR DINHEIRO NA INTERNET:

  1. Custo por clique (afiliado é remunerado por clique dado no anúncio publicado)
  2. Custo por ação (afiliado recebe para conseguir levar o consumidor até o produto)
  3. Custo por lead (a remuneração ocorre quando o negócio é fechado de fato)
  4. Custo por mil impressões (afiliado pode vender um espaço de publicidade)
  5. Custo por formulário (consumidor preenche um formulário para adquirir um produto)
  6. Custo por venda (espécie de comissão por venda concretizada).

Então, por enquanto sem se importar muito com qual plataforma você vai usar, entenda que existem formas diferentes de lucrar sendo um afiliado.

Você já sabe como ganhar dinheiro como afiliado e agora entendeu também que é possível escolher algumas maneiras de conseguir isso.

como ganhar dinheiro como afiliado

Qual o investimento para começar a ganhar dinheiro como afiliado?

Outro ponto muitíssimo importante é que para ser um afiliado você não pode ficar aguardando o consumidor vir até você.

Na internet, acontece o oposto do mercado tradicional: você tem que ir até seu futuro cliente.

No comércio eletrônico não funciona a estratégia de ficar na porta da loja convidando para o cliente entrar e fazer a comprar. Isso não é marketing digital.

É preciso ir até ele para vender o produto. Isso é bastante óbvio, né?

Mesmo porque com o grande número de possibilidades, informações e conteúdos que os internautas têm dificilmente ele iria procurar seu produto, a não ser que ele fosse uma tecnologia única e indispensável.

Tanto o Google quanto o Facebook oferecem as publicidades pagas para esse fim: chegar até o seu consumidor.

Já ouviu falar de Google AdWords?

Google Adwords

Nele você paga somente pelos resultados.

E agora você começa a entender que vender na internet pode ser muito melhor do que vender nos meios tradicionais – porque seu investimento, quase sempre, traz resultados para seu comércio.

Portanto, quando não há acessos, não há cobrança e você não paga nada.

Além disso, a inscrição no Google AdWords é gratuita.

Você paga somente quando alguém interagir com seu anúncio.

E interagir significa algo como visitar o seu site.

Facebook Ads

Já o Facebook Ads, que impulsiona anúncios tanto para a rede social de Mark Zuckerberg quanto para o Instagram, permite que você atinja o consumidor mais afinado com o produto que você está vendendo.

A ideia é praticamente a mesma, só que aqui o foco está em temas como “locais”, “comportamentos”, “informações de contato”, entre outros.

Note que não há um melhor do que o outro, mas cada um tem suas características, particularidades, vantagens.

A saída para você é pesquisar e encontrar o melhor para você.

Case de sucesso no mercado de afiliados

No ano passado publicamos uma matéria aqui no Nomadan.org com o seguinte título “afiliados: como tornar o meu próprio produto atraente”.

Nele, o Dan contou que testou mais de 20 produtos e permaneceu apenas com 2 ao final. O resultado foi que conseguiu escalar e bater 1 milhão com eles.

“Porque a qualidade do marketing desses produtos era boa o suficiente para que o afiliado simplesmente tenha o trabalhado de fazer o tráfego”.

Nesse mesmo texto, ainda foi citado que o investimento foi de 10 mil reais, sendo que como produtor saiu por 30 mil e mais 20 de outro lado. O afiliado ganhou 50% de comissão.

E todos esses números foram divulgados após uma pergunta feita por um internauta, que disse o seguinte:

– “Preciso de uma ajuda, queria saber como um produtor pode tornar o próprio produto atraente para top afiliados”.

E o foco todo foi escrito a partir do seguinte conceito:

“Você percebe que cada vez mais se cria uma rede de empresas trabalhando em prol de um produto no mercado para fazer com que ele vire”…

“Então, uma coisa básica para você ter sucesso com o seu produto é você fazer o seu próprio marketing, você pode fazer o seu próprio tráfego também”.

E depois disso foram citadas as métricas de tudo que realmente funciona e a forma certa de investir o dinheiro pensando no escalamento de qualquer produto.

Bom, mas essa parte do assunto já está ficando teórica demais, se você tem interesse em saber essas nuances de um projeto que deu certo, melhor ler este artigo na íntegra:

Afiliados: como tornar o meu próprio produto atraente!

Comecei ganhar dinheiro como afiliado… E agora?

Quando você se torna um afiliado e começa ganhar dinheiro na internet, o mais recomendável é que você seja um micro empreendedor individual, o MEI.

Mas isso não é regra, tá bom?

Então, por que estamos falando isso?

Porque quando você começa a faturar, você terá de pagar tributos – os famosos impostos.

A Receita Federal tem suas regras e você vai precisar se informar disso. Tem valores máximos, mínimos, tributáveis, não tributáveis e por aí vai.

Como MEI, o imposto é menor, só que há limite de faturamento também: 81 mil reais por ano.

E você se torna uma pessoa jurídica e adquire um CNPJ, que conforme for aumentando o faturamento, você pode ir alterando a composição de sua empresa.

Passou de 81 mil reais você se torna um ME (Microempresário) e assim consecutivamente.

Além disso, você tem a oportunidade abrir uma conta no banco específico para esta atividade, o que significa que você pode ter acesso a produtos oferecidos pela instituição financeira.

Tais como acesso ao crédito, que pode te ajudar a investir no próprio negócio, como botar dinheiro nas campanhas de publicidade do produto o qual você é filiado.

Então, bora se tornar um afiliado e ganhar dinheiro com isso?

Da Redação

Add Comment