Saiba como funciona o seguro empresarial e descubra se vale a pena para você

ANÚNCIO

Na hora de abrir a própria empresa e ser dono do próprio negócio, geralmente, o empreendedor pensa nos custos e nos investimentos. Mas, não no seguro. Então, sempre surge aquele corretor que quer explicar como funciona o seguro empresarial. E isso realmente é importante.

Note uma coisa: é importante saber sobre o funcionamento desse tipo de produto financeiro. Mas, nem sempre ele será importante para a sua empresa. Ou será que é? Bom, vamos estudar o assunto porque, no fim das contas, quem vai ter a melhor resposta é você mesmo. Bora lá.

ANÚNCIO

Qual é a cobertura do seguro empresarial?

Vamos começar logo falando do que é importante aqui. Obviamente, temos as vantagens desse tipo de segurança. Esse é o primeiro (mas, não o único) ponto a ser estudado. Vamos lá. Nós temos alguns benefícios do seguro. Ah, lembre-se de notar que cada contrato tem uma cobertura, ok? Mas, geralmente, temos as mesmas coberturas.

Por exemplo, dá para falar do seguro para o patrimônio da empresa. Nesse caso, você acaba garantindo uma segurança quanto aos móveis, maquinários, equipamentos, estoque, computadores e eletrônicos.

Depois, nós temos aquelas coberturas que são como em seguros residenciais. Como: cobertura contra roubos, contra danos elétricos, contra vendavais e desastres naturais. E ainda temos a cobertura contra danos a terceiros, lucros cessantes e o seguro de vida ou de saúde para funcionários.

ANÚNCIO

Entenda a importância da apólice

Só para concretizar esse tópico acima, que também acaba explicando como funciona o seguro empresarial, saiba que cada apólice vai ter uma cobertura. O que nós citamos são as opções, está bem? Veja: tem casos que dá até para contratar seguro assistencial para a família se algo ruim acontecer com o seu funcionário. É uma opção.

Vale a pena ter esse tipo de seguro?

Agora vamos direto para um segundo ponto importantes sobre o seguro empresarial. Afinal, será que ele vale a pena. Quando o corretor vai oferecer essa opção, ele diz que sim. Obviamente, ele quer vender. Mas, por que valeria a pena?

A explicação dele é para o fato de que a proteção não vale apenas para bens e equipamentos, mas também para os danos que podem ser causados a terceiros. E isso tem o nome de seguro de responsabilidade civil.

Assim, vamos usar o exemplo de uma clínica de estética. Se você tiver esse seguro, essa apólice com o de responsabilidade civil, saiba que se acontecerem eventuais problemas durante um procedimento, no cliente, então, você terá uma proteção.

O mesmo vale para outros setores, como é o caso das empresas de serviços para pets. Durante um banho ou tosa, o animal pode sofrer algum dano. Então, ter esse seguro é importante para garantir que todas as questões sejam apuradas, ainda mais se houver pedidos de indenização.

E o custo do seguro para empresas?

A gente já sabe quase tudo sobre como funciona o seguro empresarial. Assim, temos os tipos de coberturas e algumas reflexões sobre valer a pena. Mas, para ter a certeza disso, nós temos que saber o preço desse seguro, não é verdade?

Só que infelizmente isso não é possível. Assim, o que se recomenda é fazer uma simulação com algum corretor. O motivo é simples: os preços dos seguros empresariais variam muito de empresa para empresa, lugar para lugar e conforme as apólices que serão contratadas.

De qualquer modo, o que os especialistas dizem é que cada empresa e cada setor terá um custo mais ou menos elevado. Além disso, dá para pensar em formas de baratear o seguro, seja na hora de terceirizar a contratação ou internalizar os riscos.

Mas, se há uma boa notícia nisso é que se estivermos falando de seguros de vida ou de saúde, saiba que eles podem ser dedutíveis para o imposto de renda. Porém, isso não vale para todos os casos e é preciso considerar a característica do seu contrato.

Onde contratar o seguro para empresas?

A última pergunta do texto que vamos responder é sobre as seguradoras ou corretoras que fazem a prestação desse serviço. Saiba que atualmente há várias delas. Por exemplo, você pode entrar no site da Porto Seguro e simular o seu seguro para empresas.

Como abrir uma pequena empresa digital sem cometer erros em 5 passos

Lá, você poderá escolher a categoria do seu negócio (academia, escola, hotéis, concessionária, etc). A partir disso, vai informando os dados solicitados e, por fim, preenche um cadastro gratuito para ter o valor.

Outras empresas também permitem essa informação online. Como é o caso da Tokio Marine, da Bradesco Seguros, da Caixa Seguradora, da BB Seguros, da Mapfre, do Santander, do Itaú, da Sicredi, da Allianz, da Zurich, entre tantas outras alternativas.

Bônus – o seguro de franquias

Como o assunto é para falar do seguro para empresas, vamos considerar aqui uma coisa importante: saiba que no caso das franquias, na maioria das vezes, é preciso ter (obrigatoriamente) esse seguro.

como funciona o seguro empresarial

Ou, pelo menos, um seguro que protege a unidade contra furtos e roubos, incêndios e danos elétricos. E sim, o de responsabilidade civil também é imprescindível, conforme está na legislação da marca.

O que você precisa saber é que terá que verificar qual é o acordo do segmento. Uma boa ideia é avaliar isso junto com a ABF – Associação Brasileira de Franchising. O último ponto importante é considerar que a contratação dos seguros deve estar informada na COF, Circular de Oferta de Franquia.

ANÚNCIO