Descubra como funciona o PIX para empresas de marketing digital

Se você tem uma empresa de marketing digital ou se você é a própria empresa (como o caso dos MEIs e autônomos), considere que o PIX é uma nova ferramenta que pode ser usada. Mas, como funciona o PIX para empresas? A gente vai falar sobre isso no decorrer do artigo.

Inclusive, a ideia não fazer propaganda para a ferramenta de pagamento e de transferência. Mas, como temos uma nova forma de receber ou pagar contas, então, a gente pode considerar isso como oportunidade para o negócio.

Até mesmo porque trata-se de um modelo de pagamento gratuito. Desse modo, se você não quer ter gastos com o cartão de crédito, que tem suas taxas pelas cobranças ou mesmo com os DOCs, então, o PIX pode ser de grande valia.

Bom, para fechar a introdução, vamos combinar uma coisa. Para sermos o mais prático possível, a gente vai falar sobre o mais básico do PIX. Depois, vamos trazer também a diferença dele para as outras formas de transferências, como DOC, TED, boletos e cartões. Feito?

Como funciona o PIX para empresas

Para seremos rápidos, entenda que o PIX para empresas é uma forma mais prática de receber pagamentos ou fazer pagamentos. Isso vale para agências de marketing digital, assim como para toda e qualquer outra empresa.

Sendo assim, ele funciona exatamente como um novo meio de pagamento online. A grande vantagem é que ele é concretizado em segundos e em tempo real, independentemente de ser dia útil ou do horário. Outra coisa é que é gratuito.

Sobre a confiabilidade e segurança, saiba que é um sistema aprovado e criado pelo banco Central. Para funcionar, ele precisa ter chaves cadastradas, mas isso também é grátis e simples. O processo já está valendo no país, mas está no começo, o que gera dúvidas.

E sobre as chaves do PIX, considere que são códigos usados que substituem os dados bancários para que a transferência seja feita. Para o cadastro das chaves, a pessoa ou empresa tem que entrar em contato com o banco, que pode ser digital também.

A diferença do PIX

Como combinamos lá no começo do artigo, agora é a hora de a gente mencionar como funciona o PIX para empresas citando a diferença dele para as outras formas de pagamento. Bora lá!

DOC ou TED

Para fazer um pagamento ou uma simples transferência de dinheiro através do DOC ou da TED, a pessoa tem que incluir todos os dados bancários de quem vai receber o valor. Por exemplo, se for pessoa física tem que ter o CPF, nome completo, dados do banco.

Do lado do PIX, a grande vantagem está no fato de que é preciso usar apenas a chave que foi criada pela instituição ou pessoa que vai receber o dinheiro. Aliás, a gente ainda tem a vantagem de que o PIX acontece em tempo real e o DOC ou TED apenas em dias úteis.

Boleto bancário

Agora, qual é a diferença do PIX para um boleto de banco? A primeira coisa é saber que o pagamento do boleto se dá pela leitura do código de barros. Enquanto que no PIX isso acontece através do código QR.

Assim, pode parecer que não muda muita coisa. No entanto, ainda podemos citar o fato que já falamos acima: no PIX o dinheiro é transferido na hora enquanto que o boleto pode demorar até 3 dias úteis para compensar.

Cartão de débito

Mais uma forma de entender como funciona o PIX para empresas de marketing é comparando com o cartão de débito. Nesse caso, considere que nem todos sistemas de compras ou pagamentos online permite esse tipo de cartão para compras.

Outra coisa é que quem recebe, dependendo do sistema que usa, vai ver o dinheiro apenas alguns dias após a negociação. O PIX é em segundos e você sabe disso.

Cartão de crédito

Para fechar a nossa lista de comparações, saiba que comparar com o cartão de crédito é até um pouco injusto. Afinal, são muitas as vantagens do PIX. Obviamente, tem a desvantagem que não dá para parcelar em mais vezes, isso é verdade.

No entanto, tem a vantagem de que o dinheiro fica disponível após a transação enquanto que no cartão, mesmo que for feito em uma única vez, o dinheiro só cai em 28 dias em muitas vezes. Sem falar das taxas, que costumam ser bem altas em cada parcela, né.

O PIX é gratuito mesmo?

E para concluir esse texto, só vamos reforçar uma dúvida que muita gente tem, que é sobre o custo do PIX. Saiba que ele é gratuito para pessoas físicas que queiram fazer os pagamentos ou recebimentos a partir das chaves de acesso.

como funciona o PIX para empresas

Já para as empresas, que são pessoas jurídicas, considere que podem haver taxas cobradas pelos bancos ou pelas fintechs (que são os bancos digitais). No entanto, isso tem a ver com a taxa de transação. Acredita-se que a cobrança parta de 1 centavo para cada 10 transações.

O valor é considerado super baixo se a gente considerar que no TED temos a cobrança de 7 centavos para cada transação.

Você também pode gostar de ler essa matéria: O que é preciso para aceitar o pagamento com o cartão de crédito pelo celular? Saiba tudo

Ainda falando sobre as empresas que vão aderir ao PIX, considere que uma boa ideia é se preparar para receber esse tipo de pagamento. Assim, considere a vantagem de ter taxas menores e rapidez nos pagamentos. Mas, isso vai exigir a criação das chaves antes de tudo.