Aprenda como conduzir um almoço de negócios com essas 5 dicas de etiqueta

ANÚNCIO

Todo novo empreendedor, mesmo que trabalhe no ambiente digital, uma hora vai acabar marcando uma reunião para fechar acordos e contratos. Mas, nem todos sabem como conduzir um almoço de negócios, por exemplo. Por isso, vamos dar algumas dicas.

Afinal de contas, quando falamos em almoço de negócios, entenda que não é preciso ser, de fato, um almoço – ainda que ele seja o mais convencional de acontecer. Mas, também pode ser um jantar ou mesmo uma mini confraternização entre associados.

ANÚNCIO

Logo, a ideia é que você saiba como conduzir um evento que tenha esse objetivo: fechar negócios, acordos, conversas, vendas. Bora lá? O que temos aqui são dicas simples de etiqueta, que todo empreendedor, independente do setor, deve considerar.

As regras de etiqueta nas relações de trabalho

O mais engraçado é que sempre que falamos de almoço de negócios, a gente tem na cabeça aquela ideia de filmes, onde há executivos de terno e gravata apertando as mãos, com meio sorrisos, champanhes, etc. Não é verdade?

Mas, considere que até mesmo o microempreendedor poderia ter uma reunião como essa, que deve ser conciliada com a agenda de trabalhos, o curto tempo livre e até mesmo com o famoso “pagar a conta” do restaurante. Vamos entender melhor isso.

ANÚNCIO

Só que antes saiba que você não precisa fazer investimentos bilionários, na área de tecnologia, em um mercado global altamente consumida, vendendo artigos de luxo ou coisas do tipo, como sempre aparecer na Forbes.

O que isso tudo tem a ver com a relação de trabalho? Exatamente tudo. O importante é que você entenda que na hora de aprender como conduzir um almoço de negócios você pode considerar até mesmo aquela conversa mais séria com o seu gestor que vai subir de cargo.

Os pequenos detalhes podem ser importantes

É claro que se tiver o melhor vinho do mundo no seu jantar, isso não garantirá que o seu negócio será fechado. Porém, com certeza, é uma forma de o seu cliente ou parceiro ver o quanto você se dedicou aquele momento.

E ainda podemos falar de outros detalhes, como o não uso de smartphones durante a conversa, o fato de não ficar tirando foto de tudo o que vê na frente e até mesmo as dicas de etiquetas, que nada mais são do que as suas atitudes durante esse momento tão especial.

Considere uma das dicas: “evite usar o telefone à mesa. Sair da mesa para atender e deixar o outro esperando também é desagradável”.

Andréa Staciarini é uma especialista da área, sendo que atualmente trabalha como consultora de etiqueta. Ela comentou que “cultura, conhecimento e etiqueta sempre serão almejados por gestores e funcionários, como forma de galpar o sucesso e respeito nas corporações”.

E pensando em tais detalhes é que ela comenta que não é raro encontrar profissionais que buscam ajudam para aprimorar tais habilidades durante essas ocasiões, como os jantares, as confraternizações, as reuniões, os almoços, etc.

Qual é o seu lado durante o almoço de negócios?

Um último importante tópico, antes mesmo de falarmos sobre como conduzir um almoço de negócios, é saber de qual lado você está. E não que os participantes da reunião sejam concorrentes. Não é essa a ideia.

Mas, em todo almoço de negócios, há o anfitrião, que vai receber um cliente e o convidado, que é a pessoa que espera ser recebida.

“Para ambos os lados, existem comportamentos a serem observados que fazem toda a diferença na sua imagem pessoal e até no rumo dos negócios. A boa educação abre portas, sedimenta realizações e a exemplo dos chineses, é um privilégio alcança-la”, diz a especialista.

Confira as dicas de etiqueta para o almoço de negócios

Pensando nisso tudo que foi dito acima e com as informações da Andréa, a gente fez a validação de várias dicas de comportamento que são esperados durante esses momentos.

1 – Quem vai pagar a conta? Andréa diz que quem convida, paga. “Afinal é um almoço de interesses e quem convidou deve pagar a conta”. Ela diz isso ao afirmar, também, que independente de ser entre empresários ou empresa e cliente, a conta vai para quem convidou.

2 – Quando responder se vai ao almoço? Para a especialista, assim que ficar sabendo sobre o convite que foi recebido, o convidado deve dar uma resposta, que pode ser simples, como um “sim” ou um “não”. Lembrando que os “sins” são sempre mais viáveis e educados.

3 – Que horas chegar? Espera-se que o anfitrião sempre seja o primeiro a chegar no evento. Depois, “aguarde o convidado chegar para degustar alguma coisa ou tomar um drinque”, que é o famoso “abrir o apetite”, ela comenta.

como conduzir um almoço de negócios

4 – Vá de forma descontraída. Andréa também diz que é uma dica de etiqueta o anfitrião ser leve e descontraído até antes de começar a negociação. “Antes das tratativas negociais, é de bom tom alguns minutos de conversa informal”.

5 – O uso de talheres, palitos e a forma de comer. Sobre isso, Andréa é bastante pontual. “Usar palito à mesa, tomar bebida com comida na boca e limpar um talher sujo com o guardanapo são comportamentos indesejados”.

Mas, ela também fala que o ideal é usar talheres de dentro para fora (nessa ordem, sendo: entradas, saladas, prato principal e sobremesa). Outra coisa é manter o guardanapo sempre no colo e a dica que pouca gente sabe é “O pão parte-se com as mãos para se levar à boca”.

Vale a pena marcar um almoço de negócios?

E para terminar o texto, considerando as dicas da própria Andréa, vamos a uma citação de Jean Anthelme Brillat-Savarin, político e chef culinário da França de 1800.

“A gastronomia é um dos principais vínculos da sociedade, é ela que amplia gradualmente aquele espírito de convivência que reúne a cada dia as diversas condições, funde-se num único todo, anima a conversação e suaviza os ângulos da desigualdade convencional”.

ANÚNCIO