Coaching é o futuro – saiba mais sobre essa nova profissão para os próximos anos

ANÚNCIO

Você já ouviu alguém dizer que coaching é o futuro? Obviamente, essa frase não nasceu hoje e existe há algum tempo. A ideia é bem simples: o trabalho desse profissional será cada vez mais importante na vida humana e para toda a sociedade.

Por isso mesmo, é uma profissão que está em alta no mercado. E a explicação vem do fato de que trabalha com a busca do autoconhecimento, visando a melhora da qualidade de vida das pessoas ou dos serviços das empresas.

ANÚNCIO

Se você não sabe o que é coach ou o que faz um coaching, considere que a tradução mais simples diz que coach é treinador. Se formos além, vamos ver que no mundo corporativo, a expressão quer dizer algo como ajuda os profissionais a alcançarem estratégias e resultados.

Isso tem peso tanto para a carreira da pessoa como para a vida pessoal dele.

Sobre a profissão de coach

Na internet, encontramos uma entrevista que foi dada por Ciça Barros. Ela é publicitária e trabalha ajudando pessoas a descobrirem um propósito na vida. Por isso, achamos legal a ideia dela sobre o que é coach e vamos usar aqui para enriquecer o nosso conteúdo.

ANÚNCIO

“Já atuei em grandes empresas de São Paulo (SP), mas sempre questionei o meu papel social, em como aquilo que eu fazia impactava as outras pessoas”, diz.

Ciça diz que o seu último emprego formal foi em um instituto de pesquisa. Na época, ela trabalhava levantando informação sobre os consumidores. Então, pegava os dados e levava até as empresas clientes.

Assim, essas empresas poderiam criar novos produtos ou aprimorarem aqueles que já estavam no mercado. “A parte de entender as pessoas, seus desejos e motivações era muito interessante. Mas, o modo que esses dados eram usados me incomodava”.

O processo de coaching

E foi questionando o próprio papel que ela conseguiu entender o processo de coaching e importância dele. “Foi quando, em uma conversa com a minha psicóloga, ela sugeriu que eu passasse por um processo de coaching”, lembra.

Assim, ela começou a fazer aulas e ter atendimentos na área. E em uma dessas sessões, ela começou a refletir sobre ser uma coach. O motivo era claro: ela tinha habilidades que permitiam o exercício da profissão.

Foi o trabalho no instituto de pesquisa que possibilitou isso. “Eu já sabia como analisar as pessoas e entender os seus desejos. Com o coaching, eu poderia usar essa skill para ajudar a solucionar uma crise, como a mudança de um emprego, por exemplo”, afirma.

Foi assim que ela se descobriu em uma nova opção de carreira. A partir de então Ciça começou a fazer cursos e se especializou. Após trabalhar 2 anos nos 2 empregos que tinha, ela deixou de prestar serviço para o instituto e passou a se dedicar exclusivamente aos seus clientes.

O lado empreendedor

Naturalmente, você vai começando a ver que sim, o coaching é o futuro. Ao menos, foi para Ciça. Tanto é que ela começou até mesmo a dar início na sua carreira de empreendedora, ao criar um perfil no Instagram (@cicabarrosdreamplanner).

Lá, ela publica pensamentos e reflexões para quem está buscando uma vida com propósito. Afinal, esse é um dos papeis mais importantes de um coach. E tem mais: esse processo de “buscar uma vida com propósito” é chamado de “dream planner” ou planejador de sonhos.

E ela explica de onde veio essa ideia: “acredito que a gente passa a vida inteira construindo sonhos. Até porque, se não fizermos isso, tudo fica muito cinza, sem graça. A palavra-chave é planejar já que os sonhos não caem do céu”.

E o papel do coach?

Com foco na profissão, Ciça diz que não há formas de generalizar o trabalho de um coach. Mas, com base na explicação acima que ela deu, dá para pensar que o profissional pode usar métodos para ir de encontro com as aspirações de cada cliente.

“A grande sacada desse trabalho é formar novos caminhos neurais para que a pessoa consiga encarar a vida de um jeito diferente, traçando novos trajetos e aumentando suas chances de sucesso”, diz.

No caso especifico dela, saiba que serão 10 encontros que duram 1h30 cada. Assim, tudo começa com a definição de um objetivo concreto. “Eu trabalho com pessoas que querem mudar de carreira ou precisam aumentar a produtividade e não sabem como começar”.

O resultado nem sempre é o que importa mais. Ela diz que muitas vezes os clientes chegam no meio do caminho e notam que aquele objetivo não é o ideal para eles. “Muitas vezes nós idealizamos uma situação e não conseguimos pensar que a realidade é muito diferente”.

Então, para terminar o assunto, ela cita um exemplo: “uma pessoa que ama café e acha que isso basta para largar o emprego e abrir uma cafeteira”. Portanto, temos mais uma boa definição para a profissão: “exercícios práticos para a pessoa descobrir o caminho dela”.

Saiba mais também sobre o trabalho de consultores

Em outros artigos aqui do blog, a gente também falou sobre outra das profissões do futuro. Se por um lado, a gente tem a opinião de muita gente dizendo que coaching é o futuro, saiba que a consultoria também tem um grande mercado a ser percorrido.

Coaching é o futuro

Por exemplo, você sabia que dá para pensar em ser um consultor de marketing digital? Inclusive, já fizemos um conteúdo explicando de que forma é possível criar autoridade nessa função. Até mesmo porque esse pode ser um modelo escalável de negócio.

Outra matéria mais recente que fizemos foi para citar a história de uma consultora de imagem pessoal. Afinal, essa é uma próxima das profissões do momento, ou seja, que estão em alta. Para quem busca as novas profissões do mercado, essa é uma boa ideia.

De modo geral, ainda que sejam profissões diferentes, saiba que tanto o coach como o consultor trabalham pensando no bem-estar de empresas e clientes. Logo, o foco pode ser o mesmo: resultados positivos.

ANÚNCIO