Bolsa Família bloqueado: aprenda como renovar seu cadastro

ANÚNCIO

Apesar da riqueza do Brasil, muitas famílias ainda estão em situação de extrema pobreza, visto que sobrevivem com menos de R$ 89,00 mensais por membro da família. Para piorar a situação de vulnerabilidade social, elas não têm acesso a condições que poderiam ajudá-las a superar isso, como educação, saúde e cultura.

Atento a isso, o Governo Federal, desde 2004, criou um programa de assistência social, o Bolsa Família, visando ajudar essas famílias a superar a situação de extrema pobreza, ao dar-lhes um auxílio econômico. O valor desse auxílio é variável de acordo com a renda mensal da família e da quantidade e idade de seus membros.

Entretanto, para que as pessoas continuem sendo beneficiárias do programa, é essencial que elas estejam dentro dos requisitos de participação e mantenham seus dados cadastrais sempre atualizados. Nesse artigo, veremos como é possível desbloquear o Bolsa Família, alguns dos motivos para bloqueio e como é possível manter o cadastro atualizado.

Bolsa Família bloqueado: aprenda como renovar seu cadastro
Foto: reprodução/ internet.

Motivos para bloqueio do Bolsa Família

O Bolsa Família visa atender às famílias que têm renda mensal per capta de até R$ 178,00, que é considerada situação de extrema pobreza e pobreza. Caso a família passe a receber uma renda maior do que essa ou maior do que a declarada no cadastro, terá o benefício suspenso. Isso é percebido pelo Governo Federal ao cruzar as informações pessoais.

Para que a família continue recebendo o auxílio financeiro, também é necessário que seu cadastro esteja sempre atualizado. Isso deve ser feito a cada dois anos, ou sempre que houver mudança no núcleo familiar, como entrada e saída algum membro, gravidez, mudança de endereço e situação escolar das crianças e jovens da família.

ANÚNCIO

Além disso, um outro motivo para bloqueio do Bolsa Família pode ser a não retirada do dinheiro. Aqueles que recebem têm até 90 dias para fazer o saque e, caso não seja realizado nesse período, os órgãos responsáveis compreendem que não há necessidade em receber a ajuda, levando até mesmo ao desligamento da família do programa.

Como desbloquear o Bolsa Família

Caso você tenha seu benefício bloqueado, provavelmente receberá em casa uma carta do Governo Federal avisando sobre a situação e quais são os procedimentos necessários para desbloqueio. Considerando que existem vários motivos para o bloqueio, é preciso identificar qual é o seu para assim seguir os trâmites necessários.

Isso pode ser feito comparecendo à prefeitura ou ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da sua cidade. Aliás, a atualização cadastral e desbloqueio pode ser feita por meio desses órgãos, sendo possível também fazer isso por ir a uma agência da Caixa Econômica Federal, a depender da situação.

Também é possível acompanhar sua situação no programa por meio do aplicativo “Bolsa Família”, bem como saldo, calendário de pagamentos e últimas parcelas disponibilizadas. O app está disponível para Android e iOS, e a Caixa liberou uma passo a passo de como baixá-lo.

Como se cadastrar no Bolsa Família?

Como dito, o programa é voltado para famílias em situação de vulnerabilidade social, e no seu quadro familiar devem ter gestantes ou crianças e jovens de até 17 anos. Além de preencher esses requisitos, é necessário que um membro responsável vá ao CRAS da cidade para fazer o cadastro da família no Sistema de Cadastro Único.

Ao ter o cadastro concluído, os dados serão coletados pelo Ministério do Desenvolvimento Social, que fará a análise da situação familiar e aprovará ou não sua entrada no Bolsa Família. Se aprovada, esta receberá uma carta informando sobre sua participação, bem como um cartão para fazer o saque em agências Caixa ou Lotéricas.

ANÚNCIO