Descubra 5 dicas muito boas para anunciar produtos no Pinterest

Só para a gente começar a falar do Pinterest de forma mais respeitosa, saiba que ele trai 250 milhões de usuários mensalmente. Esses são usuários ativos. Por isso, aprender a anunciar produtos no Pinterest faz tanto sentido hoje em dia. E pode fazer para você também.

Um detalhe importante é saber que quem entra nessa rede social, quase sempre, está em busca de ideias úteis, de passo a passo, de projetos inspiradores. Ou seja, de coisas que são importantes para o dia a dia.

Se você não entendeu ainda, vamos aos exemplos. Você vai ver que são buscas comuns no Pinterest: “como fazer uma ceia de Natal barata” ou “como montar um look perfeito para o final de semana” ou “como criar um texto publicitário mesmo sem inspiração”.

E para finalizar a introdução, saiba que o Pinterest se posiciona entre as 5 maiores redes sociais em termos de audiência no mundo todo.

O Pinterest para atrair clientes

Vamos contextualizar essa parte inicial do artigo. Aqui a gente já falou sobre o Pinterest várias vezes. Na última delas, a gente mencionou exatamente “como atrair clientes usando essa rede social”. Na ocasião, nós demos dicas bastante importantes.

Por exemplo, os cuidados na produção das fotos, a busca pelos perfis de interesse, a frequência das publicações e até mesmo explicamos como funciona o Pinterest Business. Tudo isso continua sendo importante.

Porém, o foco de hoje está em citar dicas para quem quer anunciar os produtos nessa rede social. Por isso, vamos falar das imagens também e dos contextos, mas de um modo diferente. De todo modo, após essa leitura, você pode ler a que fizemos antes, com foco nos clientes.

Para ler a matéria antiga depois, acesse: “Como usar Pinterest para empresas para atrair clientes? Descubra nessas 3 dicas”.

Como anunciar produtos no Pinterest

Bom, a gente já sabe bastante coisa do Pinterest. Então, sem mais delongas, agora é hora de falarmos sobre o que importa na hora de anunciar produtos no Pinterest.

1 – A rede social

A primeira das dicas é entender que o Pinterest é uma rede social. Mas, o que isso quer dizer, na prática? Que ela foi criada para a interação das pessoas e das empresas. Portanto, é algo similar ao Facebook e ao Instagram.

Isso importante porque você não deve achar que as pessoas só entram lá para comprar coisas. Se fosse assim, o Pinterest se chamara “classificados”, não é? Então, o que elas querem é inspiração e referências. E isso fará toda diferença para os próximos tópicos.

O que traremos aqui são dicas de como criar um board prático, eficiente e lucrativo. Curiosamente, saiba que o botão “pin” será essencial para você começar a construir postagens relevantes. Também servirão para você ter uma página organizada.

2 – As imagens

Com relação as imagens, a dica é sobre usar as dimensões corretas. Aliás, isso fará grande diferença no fim das contas. Então, se você caiu de paraquedas no assunto e não sabe muito disso, anote aí esses dados.

A proporção ideal é de 2:3. Logo, um bom tamanho será de 1.000 px por 1.500 px. Inclusive, ao usar proporções erradas, como aquelas formatadas para o Instagram (muita gente quer aproveitar a imagem), você pode negativar o desempenho da sua publicação.

Ah, e ainda sobre imagens, você sabe que tem que ter qualidade e criatividade, né?

3 – O contexto

A próxima dica que faz todo sentido é sobre ligar a marca a um contexto. Como falamos, nenhuma rede social foi feita para ser um “classificado”, ainda que possam servir para vendas. Logo, pense em criar conteúdo para destacar o seu produto em situações interessantes.

Tem um jeito muito bacana e simples de fazer isso. Inclusive, você deve saber qual é. Se você pensou sobre colocar logos nas suas imagens, você está totalmente certo. Isso é legal porque vai expor você sem que seja algo forçado demais. Mas, não atrapalhe a imagem, ok?

4 – As histórias

Essa aqui é mais uma dica de marketing de conteúdo. Ou seja, para quem vai anunciar produtos no Pinterest pensando em ter um material de qualidade. O lance é o seguinte: pense sempre em criar histórias que envolvam, de verdade, as pessoas.

Vale ainda os parênteses para falar que os textos e as imagens podem ser usados de forma simultânea. Assim, isso pode levar o seu cliente ao passo mais importante, que é o clique. Então, essa história tem que ser envolvente, com palavras-chaves pesquisadas e relevantes.

Ainda sobre isso, considere que além do título você deveria pensar em uma descrição com mais detalhe. Afinal, você tem um espaço de 500 caracteres para envolver o público. Pense na técnica do Storytelling, que costuma ser uma ótima aposta.

5 – A inspiração

É muito comum que a gente não tenha inspiração o tempo todo. Mas, tem uma forma de sempre estar antenado ao que acontece no mercado e ao que existe de mais criativo. Como? Pesquisando, comparando e estudante as grandes marcas.

No Pinterest, a gente tem 3 nomes que são, no mínimo, interessantes: TokStok, Gap e Wholefoods. A primeira é da área de decoração. A outra é uma marca americana de moda. A última é uma rede de supermercados. Conheça-as.

O aplicativo do Pinterest

anunciar produtos no Pinterest

Só por curiosidade não deixe de saber que como toda rede social, o Pinterest também tem aplicativos, que permite praticamente todas as funções pelo celular. Inclusive, para quem acha que é pesado demais há a versão Lite, que é mais leve e quase não ocupa espaço. Pesquise na sua plataforma de aplicativos.