Como escolher um nicho para ganhar dinheiro online

6

Semana passada escrevi a respeito de como pode ser sua mentalidade se você deseja ganhar mais dinheiro online. Basicamente contei um pouco do exemplo de Gandhi, que influenciou, transformou e ajudou milhões de pessoas na Índia e mundo, ao passo que levou uma vida simples. Acredito que essa simplicidade voluntária foi primordial para que ele pudesse deixar esse legado positivo de cooperação, pois através desse estilo de vida podemos liberar grande quantidade de tempo e energia para dedicarmos melhor ao bem comum.

Para ganhar conhecimento, adicione coisas todos os dias. Para ganhar sabedoria, elimine coisas todos os dias.
Lao-Tsé

Dinheiro x valor

A ideia é tirar o foco do dinheiro propriamente dito e sim naquilo que você pode oferecer de melhor para ajudar o próximo. Depois de ajudar muita gente e ao mesmo tempo construir um relacionamento, é praticamente necessário monetizar seu conteúdo pois só assim poderá dispor de verba para investir cada vez mais na melhora da qualidade dele, gerando mais valor às pessoas que o consomem.

Por exemplo, hoje, uma das melhores formas de monetização é através da criação de um produto informacional (também chamado de infoproduto), ou seja, ao invés de ganhar dinheiro oferecendo apenas serviço, você monetiza seu conhecimento. Esse é um modelo bastante escalável.

Mas para chegar nesse nível é necessário encontrar um nicho de mercado, ou seja, um segmento da população que se interessa por coisas que você pode compartilhar.

Mas como escolher um nicho de mercado?

Preparei algumas perguntas que se você responder, é bem possível que encontre seu segmento. Faça isso como exercício para encontrar seu nicho e comece agora mesmo a ajudar muitas pessoas!

Responda nos comentários essas perguntas como forma de firmar as ideias. Quem sabe posso dar algumas dicas especiais para que você prosseguir no propósito.

Quais são as suas principais paixões e interesses? (exemplos: cozinhar, andar de bicicleta, viajar, cuidar da pele, tomar chá, vinhos, cuidar da saúde, meditação, etc…)
Sua resposta nos comentários: ____________________________________

Quais são as suas melhores habilidades? (exemplos: contabilidade, sobrevivência ao ar livre, constrói coisas, etc)
Sua resposta nos comentários: ____________________________________

Quais são as suas experiências relevantes? (exemplo: viajou o mundo, jogou tênis profissional, fez cursos de mergulho, faz jantares periódicos de sushi para os amigos, etc)
Sua resposta nos comentários: ____________________________________

Com base em suas paixões, habilidades e experiências, qual o nicho de mercado que mais chama sua atenção?
Sua resposta nos comentários: ____________________________________

Quais nichos de mercado rentáveis podem se encaixar bem com suas paixões, interesses, habilidades e experiências?
Sua resposta nos comentários: ____________________________________

A ideia central é entender suas habilidades, experiências e paixões e focar dentro de um segmento que poderá atuar. As vezes o melhor é dividir um nicho grande em diversos micro-nichos. Ex.: música -> eletrônica -> dubstep

Logo seria interessante conquistar seu espaço dentro do mundo dubstep e posteriormente, caso você tenha interesse, pode expandir para outros estilos dentro da música eletrônica, aumentando sua audiência e impacto.

É necessário ter amor pela vida para o prosseguimento vigoroso de qualquer intento.
Samuel Johnson

Conclusões

Vou concluir sintetizando os 3 passos que tratamos acima:

1) O foco precisa ser em gerar valor ao invés de ganhar dinheiro
2) Conhecer você mesmo para saber o que melhor pode oferecer
3) Escolher um micro-nicho, conquistar espaço e expandir com estratégia

Seria muito interessante se pudesse comentar com suas respostas às perguntas. E quaisquer dúvidas estou disponível para responder. Minha missão é ajudar você a empreender cada vez mais, cada vez melhor.

Um abraço do Dan em Bangkok, Tailândia.
Ame sua missão…

Inspiração para essas perguntas vieram do Jeff Walker, criador do Launch Product Formula

6 Comentários

  1. Brother,
    Não conhecia o projeto desse blog e estou aqui me deliciando com suas dicas e experiências. Desde que decidi fazer o intercâmbio na Irlanda comecei com a idéia de fazer um blog para compartilhar minhas experiências, mas nunca quis fazer algo que fosse apenas um diário, mas sim um hum de informações para quem quer fazer o mesmo que eu. Para isso, quero criar um site para falar de intercâmbio e viagens sob o olhar específico de um nerd.
    Lendo esse blog estou ainda mais motivado a fazer isso, com a visão de que posso ajudar outras pessoas com o conhecimento que venho adquirindo com as pesquisas que faço diariamente para aproveitar ao máximo meu intercâmbio, e também como forma de iniciar um empreendimento digital.

    Um grande abraço,
    Desse outro Dan, que quer em breve também ser visto como um “mad”.

    • Que bom ler seu comentário Dan! Apoio muito essa sua decisão. Tenho certeza que você só tem a crescer com isso. Desafiar o novo é fundamental para experimentarmos todo potencial que nós mesmos podemos alcançar.

      Você decidiu sair da zona de conforto e tenho certeza que não será fácil, mas acredito que será recompensador.

      Vou contar uma breve história: quando decidi morar na Nova Zelândia, meu pai apoiou moralmente mas não financeiramente, o que dificultou muito todo o processo. Porém mesmo assim fui com tudo até conseguir o curso e a passagem (troquei pela construção de sites) e o visto (dinheiro que juntei trabalhando e um pouco que minha irmã me deu).

      Quando minha família me acompanhou até o aeroporto, já no carro meu pai perguntou: “Quanto dinheiro você tem?”

      Eu iria ficar lá pelo menos 4 meses, que era a duração do visto, mas já tinha na cabeça a vontade de ficar mais. Respondi:
      “Devo ter uns 300-400 dólares, não sei ainda pois não converti os reais”.

      Essa grana com certeza não daria pra passar nem 1 mês. Na verdade nem mal poderia passar duas semanas, só o aluguel do quarto na casa era $150,00 por semana, fora alimentação e o ônibus que teria que pegar todo dia para ir a escola.

      Calmamente meu pai parou no banco, demorou um pouco e quando entrou no carro me deu $1.000,00. Você nem imagina como fiquei surpreso e como isso aliviou minha preocupação.

      Entendi que o tempo todo meu pai estava apenas testando minha capacidade de buscar aquilo que queria fazer. Isso tudo foi um teste pra ver até onde eu iria com a ideia de viajar para o outro lado do mundo por conta própria. Talvez no inicio ele não acreditou muito que iria, mas depois de ver todo o esforço que coloquei, decidiu me ajudar de maneira única. Esse dinheiro com certeza fez enorme diferença.

      A moral da história pra mim foi: quando colocamos enorme força de vontade e atitude para realizar um sonho, pessoas ao seu redor valorizam e possivelmente te ajudam.

      Um abraço e pode contar comigo para lhe ajudar pelo menos com o site. E vamos fundar o clube dos Dans guerreiros viajantes! rs

  2. Tarde Dan,

    Tenho devorado o conteúdo deste maravilhoso blog, muita informação relevante para o público que quer saber como fazer o diferente se tornar normal e viver uma vida com mais sentido.

    Tenho lido muito sobre “Como vencer o MEDO” (é a principal questão para mim).

    Hoje respondi esse questionário para ter a real noçao do que amo fazer e como criar conteúdo com isso que seja interessante para leitores.

    Espero ter conteúdo relevante para um blog que me permita conhecer pessoas em todos os locais no globo.

    Forte abraço.

    • Beleza Rogerio? Que ótimo que o conteúdo aqui tem feito a diferença pra você. Esse é o objetivo.

      Realmente ganhar uma renda online proporcionou uma enorme mudança na minha, principalmente no que se diz respeito à viagens.

      Quando percebi que temos tantos países nesse mundo e apenas algumas semanas por mês de férias pra poder explorá-los, tive que fazer alguma coisa.

      Internet no caso foi a grande solução, afinal, precisamos encontrar formas de ganhar dinheiro para sobreviver.

      Sobre o MEDO, tratamos um pouco desse assunto em nosso ebook: http://storyv.com/travel-more-now/ – é mais voltado para vencer o medo de viajar.

      Um abraço e fico a disposição.

DEIXE UMA RESPOSTA